Blog da REBOB

ADASA apresenta ao CBH-Paranoá/DF a previsão de cotas do lago para 2013



O Diretor Diógenes Mortari apresentou aos membros do Comitê da Bacia Hidrográfica do Paranoá a proposta da ADASA para o estabelecimento das cotas do lago para o próximo ano, que prevê para o mês de setembro, quando da execução da Semana do Lago Limpo, a cota mínima de 999.80 metros. A proposta leva em consideração a garantia de múltiplos usos do lago – geração de energia, abastecimento humano, pesca, lazer, navegação e outras modalidades esportivas.


O rebaixamento do lago ocorre todos os anos, atingindo as cotas mínimas entre os meses de setembro/outubro, quando é realizado o “clean up”, a limpeza mecânica das bordas e fundo do lago, com reflexos na melhoria da qualidade das águas e na educação ambiental.


Desde 2010 a ADASA, no exercício de sua competência, passou a definir, através de Resolução, as cotas das águas do lago, ouvido o Grupo de Acompanhamento - CEB, CAESB, Marinha do Brasil, Secretaria de Turismo, Diretoria de Vigilância Ambiental em Saúde, Comitê de Bacia do Paranoá, IBRAM e SEMARH.


Durante a reunião com os membros do Comitê, Mortari salientou a necessidade de cada vez mais aumentar o nível de conhecimento e o grau de detalhamento dos níveis do Paranoá, levando em consideração não apenas a preocupação com a instabilidade do período chuvoso, mas principalmente com a garantia dos usos múltiplos e a futura captação da CAESB de até 2,8 m³ por segundo, a partir de 2015.


Criado artificialmente na construção de Brasília, o Lago Paranoá teve como objetivo inicial aumentar a umidade relativa do ar e servir de receptor e diluição de efluentes. Ao longo desses 50 anos, passou por vários processos, poluição e despoluição e vem mantendo os mais variados usos de suas águas: lazer, navegação, pesca, geração de energia e, futuramente, abastecimento humano.


Para mais informações: http://www.adasa.df.gov.br


0 visualização

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos