Blog da REBOB

ANA prorroga reduções temporárias de vazão nos rios São Francisco e Paraíba do Sul


Hidrelétrica de Xingó (AL/SE)

Foto: Zig Koch / Banco de Imagens ANA


No dia 30 de setembro, o Diário Oficial da União publicou dois documentos da Agência Nacional de Águas (ANA) que prorrogam a redução temporária de vazão nos rios São Francisco e Paraíba do Sul. Segundo a Resolução ANA nº 1.514/2014, está autorizada até 31 de outubro a redução da descarga mínima defluente dos reservatórios de Sobradinho (BA) e Xingó (AL/SE), no São Francisco. Ambos permanecem autorizados a liberar a partir de 1.100m³/s, em vez do patamar mínimo de 1.300m³/s. Esta diminuição foi solicitada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) à Agência.


A redução temporária da vazão mínima defluente dos reservatórios de Sobradinho e Xingó leva em consideração a importância dos reservatórios de Sobradinho, Itaparica (Luiz Gonzaga), Apolônio Sales (Moxotó), Complexo de Paulo Afonso e Xingó para o atendimento dos usos múltiplos da bacia. Além disso, a medida deve-se ao menor volume de chuvas na bacia do São Francisco nos últimos anos. Desde a Resolução ANA nº 442, de 8 de abril de 2013, está em vigor o patamar mínimo de 1.100m³/s.


De acordo com a Resolução ANA nº 1.516/2014, a instituição autoriza a continuidade da redução da vazão mínima afluente à barragem de Santa Cecília, em Barra do Piraí (RJ), no rio Paraíba do Sul, de 190m³/s para 160m³/s. A medida busca preservar os estoques de água disponíveis no reservatório equivalente da bacia hidrográfica do Paraíba do Sul, que é composto pelos barramentos de Paraibuna, Santa Branca, Jaguari e Funil. A decisão considerou a atual situação Hidrometeorológica desfavorável na região, em virtude do menor volume de chuvas.


A Resolução ANA nº 1.516/2014 também leva em conta a importância da bacia do rio Paraíba do Sul para o abastecimento de várias cidades, entre elas as que compõem a Região Metropolitana do Rio de Janeiro, e a necessidade das regras de operação dos reservatórios preservarem os usos múltiplos da água.


Texto:Raylton Alves - ASCOM/ANA


Para mais informações: www2.ana.gov.br



0 visualização

A Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas - REBOB é uma entidade sem fins lucrativos constituída na forma jurídicos de Associação Civil, formada por associações e consórcios de municípios, associações de usuários, comitês de bacia e outras organizações afins, estabelecidas em âmbito de bacias hidrográficas.

Design & Marketing Digital

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos
  • Telegram
  • LinkedIn App Icon
  • Wix Facebook page