Blog da REBOB

Gestão das águas domina debate no Ecob 2016/TO


Abertura do I Ecob na noite de domingo, no auditório da Unitins (Fotos: Vivianni Asevedo/Ascom Unitins)



O I Encontro Estadual de Comitês de Bacias Hidrográficas do Tocantins (Ecob TO 2016) teve início no dia 9, e aconteceu no auditório da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), em Palmas. No primeiro dia do evento a gestão das águas foi o tema que dominou os debates entre os participantes.


Durante a abertura, a secretária estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Meire Carreira, falou da importância dos comitês e enfatizou a preocupação do governo do Estado em promover uma gestão compartilhada dos recursos hídricos.


O governador do Conselho Mundial da Água, Lupércio Ziroldo Antonio, ressaltou a importância do debate em torno do uso consciente da água, em virtude, principalmente, do momento de escassez vivido no mundo. “A questão da água não pode ficar no campo da discussão exclusivamente técnica. Deve ser discutida por todas as pessoas que precisam e fazem uso da água. Que a água seja elemento de união entre as pessoas no futuro e não de guerra”, destacou Ziroldo, que aproveitou para fazer a divulgação do Fórum Mundial da Água, que será realizado no Brasil em março de 2018. O Ecob é uma preparação para o fórum.



A palestra magna da noite foi ministrada pelo coordenador de Instâncias Colegiadas do Sistema Nacional de Gerenciamento dos Recursos Hídricos (Singred) da Agência Nacional da Água (ANA), Nelson Neto de Freitas. Com o tema O Estado da Arte da Gestão de Recursos Hídricos no Brasil, Os Comitês de Bacias Hidrográficas e os 20 anos da Lei da Águas, Freitas traçou um panorama da Política Nacional de Recursos Hídricos, apontou aspectos estratégicos no funcionamento dos comitês de bacia e destacou os esforços que vem sendo empreendidos por esses organismos.


O Ecob 2016, promovido pelo Fórum Tocantinense de Comitês de Bacias Hidrográficas em parceira com a Unitins, contou ainda no dia 10 com a Mesa de Diálogo Planos de bacias, ministrada pela Drª Luciana Aparecida Zago de Andrade, Especialista em Recursos Hídricos - Superintendência de Planejamento de Recursos Hídricos-ANA, Ms.C Aldo Araújo de Azevedo, Diretor de Recursos Hídricos Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – SEMARH e o Prof. Dr. Felipe de Azevedo Marques, Presidente do Instituto de Atenção às Cidades da Universidade Federal do Tocantins - UFT; a Mesa de Diálogo Comitês de Bacias Hidrográficas no Tocantins com a presença dos representantes dos comitês CBHRF, CBHMA, CBHEL, CBHLC e Pró Comitê e com a Mesa de Diálogo Irrigação/Aquicultura e Pesca/Geração de Energia Elétrica usos dos recursos hídricos e desenvolvimento com a participação do Ms.C Humberto Simão, Fiscal Federal Agropecuário da Superintendência Federal de Agricultura, Ms.C Carlos Magno Campos da Rocha, Chefe Geral da EMBRAPA Pesca e Aquicultura e o MBA em Gestão Décio Meichellis Junior – Investco.


Ainda na segunda-feira, foi realizada a Palestra de Interação com o tema Rede hidro meteorológica – tecnologias para aquisição de dados, monitoramento e a gestão integrada de recursos hídricos proferida pelo Prof. Dr. José Luiz Cabral da Silva Júnior, Pesquisador da Universidade Estadual do Tocantins (UNITINS) e pelo Dr. Balbino Evangelista, Analista em Geoprocessamento da EMBRAPA.


No dia 11, ocorreu a Mesa de Diálogo Usos Preponderantes: Abastecimento de água, esgotamento sanitário e escassez de Recursos Hídricos, com Ms.C Antonio Rodrigues da Silva Neto da Odebrecht Ambiental | Saneatins, Eng. Civil Roberta Maria Pereira Castro, Superintendente de Saneamento da Agência Tocantinense de Saneamento – ATS e o Major Diógenes Madeira de Oliveira, Secretário Executivo de Defesa Civil.


Ainda na terça-feira, foi realizado o Momento Mútua com o Prof. Dr. Marcus André, Diretoria Regional, com o tema Energia Renovável um Benefício Mútua/TO.


Finalizando, o evento contou ainda com encontros setoriais entre o poder público, sociedade civil e usuários de água, encerrando com a Assembleia Geral que tratou da Alteração da Carta de Princípios e Normas de Funcionamento do FNCBH e Eleição do Colegiado Coordenador.


Para mais informações: www.unitins.br

0 visualização

A Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas - REBOB é uma entidade sem fins lucrativos constituída na forma jurídicos de Associação Civil, formada por associações e consórcios de municípios, associações de usuários, comitês de bacia e outras organizações afins, estabelecidas em âmbito de bacias hidrográficas.

Design & Marketing Digital

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos
  • Telegram
  • LinkedIn App Icon
  • Wix Facebook page