Blog da REBOB

Ampliar participação social na gestão hídrica é um desafio de todos



Quando se trata de gestão de água, há muitos atores interessados em participar do processo para desenvolver estudos de viabilidade e buscar soluções inovadoras e eficientes para a conscientização do uso racional do elemento mais vital para a humanidade. Esse desafio foi apresentado hoje (21), no painel “Envolvendo todos por meio de um processo voltado para os interessados” do 8º Fórum Mundial de Água, que acontece até sexta-feira (23), em Brasília (DF).


A sessão foi moderada pela pesquisadora Daniela Nogueira, do Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília (UnB). Para ela, um dos maiores desafios do processo é envolver todos os agentes interessados. “É importante ampliar a participação na gestão da água, porém, quanto mais atores envolvidos, mais difícil alcançar um consenso ou tomar uma decisão. A participação de todos é necessária, no entanto, não é simples. Estamos aqui justamente buscando alternativas, soluções e propostas para que a participação não seja apenas mais um discurso”, afirmou a pesquisadora.


O debate tentou responder às principais questões relativas ao tema, como as vantagens do envolvimento de todos no processo de gestão, incluindo os mais vulneráveis, como jovens, idosos, indígenas e minorias. Cada participante apresentou um projeto em que atua e expôs o seu ponto de vista em relação à participação nos processos de gestão hídrica. Entre os envolvidos, ficou registrado um consenso: incluir agentes para contribuir de forma eficiente no processo demanda tempo de médio a logo prazo.


Além de Daniela Nogueira, o painel “Envolvendo todos por meio de um processo voltado para os interessados” contou com a participação de Marianne Kjellén, assessora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD); o professor Tsugihiro Watanabe, diretor representativo da Coma aqua - Associação de Cooperação da Água, e professor da Universidade de Kyoto; Kristel Malegue, diretora de Advocacia e Parcerias Internacionais, Eau Vive Internationale; Asma El Kasmi, do Office National de l'Electicité et de l'Eau Patable (ONEE); e Elena Tsay, do Ponto Focal Nacional no Uzbequistão, Fórum da Juventude da Ásia Central para Água.

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos