Blog da REBOB

Aplicação dos processos fotólise e UV/H2O2 para degradação do fármaco levotiroxina sódica em meio aq





Autoras: Renata Cristina Mafra e Marcela Prado Silva

Resumo

Estudou-se a degradação do hormônio levotiroxina sódica (LTX) em solução aquosa através de fotólise e peroxidação fotoassistida UV/H2O2. As degradações foram realizadas em um reator fotoquímico constituído por um recipiente (béquer de 1 litro), agitador magnético, lâmpadas de 254nm e concentrações iniciais de 50 mg L-1 . A quantificação da LTX foi realizada por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). Os processos fotólise e UV/H2O2 degradaram grande porcentagem da concentração inicial de LTX. O processo UV/H2O2 apresentou maior porcentagem de remoção de LTX pois o mesmo provavelmente reage melhor com o ●OH e por isso a adição de H2O2 levou ao aumento da degradação. Não houve mineralização das amostras, formando assim produtos intermediários. De forma geral, os processos propostos foram eficientes, podendo assim ser aplicado ao tratamento terciário de ETE, ajudando na eliminação de poluentes persistentes que não são totalmente removidos por tratamentos convencionais.

Introdução

Estudos relataram que uma grande proporção de fármacos são detectados pela comunidade científica nos corpos d’água, sabendo que as estações de tratamento convencionais de água e efluentes, salvo em alguns casos, não têm processos de tratamento adequados para degradá-los, eliminá-los ou removê-los completamente da matriz aquosa (SILVA e COLLINS, 2011). Os processos de oxidação avançada (POA), são baseadas na geração do radical hidroxila (●OH) que tem alto poder oxidante e podem promover a degradação de vários compostos poluentes de maneira rápida e nãoseletiva, conduzindo à mineralização completa ou parcial do contaminante, podendo assim converte-los a produtos menos prejudiciais à saúde humana e ao ambiente aquático (TAMBOSI, 2008). A geração destes radicais é o passo fundamental para a eficiência dos POA. Quanto mais eficientemente esses radicais forem gerados, melhor o desempenho do processo de tratamento (KASUMATA, 2014 apud DEZOTTI, 1998). Neste trabalho o objetivo é estudar a degradação do hormônio sintético levotiroxina sódica-T4 (LTX) que está entre os medicamentos mais vendidos no mundo, sendo a droga mais eficaz no tratamento do hipotiroidismo (Cappelli et al., 2013). A degradação deste hormônio é realizada por meio dos processos de fotólise UV e peroxidação fotoassistida (UV/H2O2), analisando as amostras antes e após o tratamento para avaliar o desempenho eficiência dos processos estudados, além disso neste trabalho também foi analisado a remoção de carbono orgânico total (TOC).



Clique aqui e leia na íntegra



Fonte: Portal Tratamento de Água

11 visualizações

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos