top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

8 pontos para monitoramento das águas subterrâneas do Paranapanema já foram definidos



A Câmara Técnica de Integração das Águas Subterrâneas (CTIAS) do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema (CBH Paranapanema) se reuniu na tarde de hoje (24), virtualmente, para dar os encaminhamentos necessários para a execução da ação GRH.C.1.6 do Plano Integrado de Recursos Hídricos (Pirh) do Paranapanema.


A ação consiste em implantar, operar e manter a rede de monitoramento piezométrico. No 1º ciclo de implementação do Pirh, foi desenvolvido um estudo sobre Águas Subterrâneas que trouxe as informações sobre os aquíferos que fazem parte da Bacia Hidrográfica do Rio Paranapanema. Com isso, foi possível identificar os pontos importantes em se realizar o monitoramento das águas subterrâneas.


Neste primeiro momento, oito pontos serão instalados, por meio de financiamento da Agência Nacional de Águas Subterrâneas (ANA), portanto, baseando-se na macrolocalização, a Câmara Técnica subsidiou a definição da microlocalização de oito pontos, cinco no Estado do Paraná e três no Estado de São Paulo. Em maio, a ANA, a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), o Instituto Água e Terra (IAT) do Paraná, o Departamento de Água e Energia Elétrica de São Paulo (DAEE) e o coordenador da CTIAS irão a campo para verificar os locais definidos.


O piezômetro é uma ferramenta utilizada para medir o nível da água no lençol freático, possibilitando, assim, o seu monitoramento, além de conhecer as condições geológicas do terreno em que é instalado.


A Câmara, na ocasião, também iniciou o levantamento de informações para desenvolver uma campanha de conscientização acerca de poços de água, sua interferência com a água superficial, os riscos de contaminação e a importância de constante monitoramento.


Fonte: CBH Paranapanema

15 visualizações
bottom of page