top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Agência acompanha entrega de premiação para iniciativas vencedoras do Desafio Saneamento do Futuro: Rios sem Plásticos


A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) marcou presença na cerimônia de premiação do concurso de inovação Desafio Saneamento do Futuro: Rios sem Plásticos, realizado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) em parceria com a ANA. O evento tem como objetivo reconhecer as três soluções mais inovadoras nas categorias Social, Gestão Pública e Indústria – as vencedoras receberão R$ 330 mil cada. A solenidade ocorreu nesta quarta-feira, de julho às 16h, no Espaço Data ABDI, em Brasília.


A premiação contou com a presença do presidente da ABDI, Ricardo Cappelli; da diretora-presidente da ANA, Veronica Sánchez da Cruz Rios; entre outras autoridades, como representantes do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) e do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA). Durante o evento foram entregues os prêmios para os projetos Cirandar, de Olinda (PE), na categoria Social; HRios Ecobarreiras Inteligentes, do Rio de Janeiro (RJ), na categoria Gestão Pública; e Ladrilhos Paisagens do Sertão, de Jaraguá do Sul (SC), na categoria Indústria.

Veronica Rios elogiou o trabalho desempenhado pelas equipes técnicas da ANA e da ABDI para que a premiação pudesse acontecer e os benefícios do Desafio para o saneamento básico do País.


"Gostaria de agradecer a nossa equipe, que se empenhou na análise das propostas no âmbito da ANA, na primeira etapa, e toda a equipe da ABDI, que analisou as propostas aqui no âmbito da ABDI, e dizer que, para a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico, são elementos que a gente está tratando aqui com os premiados no Desafio, que são essenciais para a sustentabilidade do planeta. Tanto pelo esgoto jogado nas vizinhanças – ou seja, sem tratamento, por falta de saneamento básico, que é o nosso próximo desafio – quanto por uma série de poluentes e outros resíduos que são jogados, como os plásticos dos lixos", disse a diretora-presidente da ANA.


O concurso de inovação Desafio Saneamento do Futuro: Rios sem Plásticos recebeu 84 inscrições nas categorias Social, Gestão Pública e Indústria. Dois editais foram abertos no contexto do Desafio. No primeiro, da ANA, nove soluções, no estágio de protótipo, que atingiram o desafio proposto, foram selecionadas para receber um prêmio de R$ 110 mil cada uma e ficaram aptas a a participar dessa etapa adicional de premiação de R$ 330 mil, totalizando R$ 440 mil para iniciativas contempladas pelos dois editais. No segundo edital, da ABDI, os três projetos vencedores premiados em 3 de julho foram escolhidos entre os nove vencedores do primeiro concurso, totalizando uma premiação total de R$ 1,98 milhão.


O Desafio Saneamento do Futuro: Rios Sem Plásticos foi concebido pela ANA e pela ABDI para incentivar e acelerar soluções inovadoras que incorporem tecnologias digitais e contribuam para diminuir a quantidade de plástico nos lagos, rios e mares brasileiros. 


ANA e o marco legal do saneamento básico  


Com o novo marco legal do saneamento básico, Lei nº 14.026/2020, a ANA recebeu a atribuição regulatória de editar normas de referência para a regulação dos serviços públicos de saneamento básico no Brasil, que incluem: abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, além de drenagem e manejo de águas pluviais urbanas. 


A mudança busca uniformizar as normas do setor para atrair mais investimentos para o saneamento, melhorar a prestação e levar à universalização desses serviços até 2033. Para saber mais sobre a competência da ANA na edição de normas de referência para regulação do saneamento, acesse a página https://www.gov.br/ana/pt-br/assuntos/saneamento-basico


Texto da estagiária Luíza Valadares com supervisão de Raylton Alves   

Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM)  


Fonte: Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)

8 visualizações

Kommentare


bottom of page