top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

ANA assina novo acordo de cooperação técnica do Projeto Produtor de Água no Pipiripau



Ribeirão Pipiripau (DF) - Foto: Raylton Alves / Banco de Imagens ANA

Nesta terça-feira, 7 de novembro, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), juntamente com 13 instituições parceiras, assinou novo acordo de cooperação técnica (ACT) para o Projeto Produtor de Água no Pipiripau (DF), com validade de cinco anos. A iniciativa, realizada desde 2012, tem como objetivo orientar, incentivar e apoiar os produtores rurais na promoção da sustentabilidade hídrica da bacia do ribeirão Pipiripau. O Projeto contribui para a melhoria da qualidade e da quantidade da água disponível na bacia hidrográfica, que abastece cerca de 200 mil pessoas no Distrito Federal e em Goiás. Além disso, fortalece a atividade rural sustentável na região, garantindo a preservação dos serviços ecossistêmicos e a valorização da cultura e da identidade local.



O Projeto Produtor de Água no Pipiripau já firmou 210 contratos com produtores rurais em seu período de atuação. Cerca de R$ 30 milhões foram aplicados na área, sendo que aproximadamente R$ 3 milhões já foram repassados aos produtores de água contratados pelos serviços ambientais prestados. No total, mais de 1.300 hectares de terraços foram instalados, 134 quilômetros de estradas recuperadas e mais de 1.300 bacias de retenção construídas. No âmbito do reflorestamento, o Projeto possibilitou a recomposição vegetal em cerca de 250 hectares, onde mais de 400 mil mudas foram plantadas e mais de 40 quilômetros de cercas instaladas, a fim de evitar a degradação das áreas em regeneração. Outra ação do Projeto foi a revitalização do Canal Santos Dumont, principal canal de irrigação da região.


Segundo o diretor da ANA Mauricio Abijaodi, o Programa Produtor de Água foi idealizado pela ANA há 20 anos e tem 65 projetos ativos. “Eu costumo dizer que o Produtor de Água não produz água. Na verdade, ele produz consciência quanto a um recurso tão importante e essencial para nossa vida. A partir do momento em que a gente leva esse programa para o produtor rural, a gente leva consciência quanto à importância da manutenção das nossas nascentes, da recomposição das matas ciliares e áreas de preservação permanente [...] Esse é o momento adequado para, olhando para o futuro, apontar para o que esse programa tem a oferecer ao DF de forma geral”, afirmou Abijaodi.


São parceiros do Projeto: a ANA; a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (ADASA); a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (CAESB); o Departamento de Estradas e Rodagem do Distrito Federal (DER/DF); a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (EMATER-DF); a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA Cerrados); o Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Distrito Federal (Brasília Ambiental); Pede Planta; a Rede de Sementes do Cerrado; a Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do Distrito Federal (SEAGRI/DF); a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Proteção Animal do Distrito Federal (SEMA/DF); a Superintendência do Desenvolvimento do Centro- Oeste (SUDECO); a Universidade de Brasília (UnB); e a The Nature Conservancy (TNC).

A bacia do Pipiripau

Na bacia do ribeirão Pipiripau, que ocupa uma área de 23.527 hectares (90,3% no DF e o restante em Goiás), o uso preponderante da água é para irrigação, principalmente de hortaliças. Isso acontece especialmente por conta do canal de irrigação Santos Dumont, que utiliza água do ribeirão. Outros usos expressivos são a dessedentação de animais e a aquicultura.


As áreas agrícolas desta bacia hidrográfica ocupam cerca de 70% de sua área total e esta rede de drenagem natural contribui para o abastecimento humano e a produção socioeconômica da região. Devido à baixa disponibilidade de água – principalmente nos períodos mais secos do ano – a bacia tem um histórico de conflito pelo uso da água que vem sendo amenizado desde o início do Projeto Produtor de Água no Pipiripau em 2012, que estimula ações de conservação de água e solo na região.

Programa Produtor de Água

Criado em 2001, o Programa Produtor de Água busca apoiar projetos que contenham ações de conservação de recursos hídricos no meio rural com foco na segurança hídrica, no reconhecimento e no estímulo aos serviços ambientais prestados pelos produtores rurais através das ações de conservação de água e solo em suas propriedades. Com o objetivo de proteger os recursos hídricos no Brasil, a ANA apoia projetos que visam à redução da erosão e do assoreamento de mananciais no meio rural, melhorando a qualidade e a quantidade de água disponível – inclusive aquela que chega às cidades para seu abastecimento.


A ANA apoia projetos do Produtor de Água por todo o Brasil, que atendem habitantes das regiões metropolitanas de São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Goiânia (GO), Campo Grande (MS), Palmas (TO), Rio Branco (AC), entre outras regiões. Esses projetos contam com apoio de diversos parceiros, como prefeituras, comitês de bacias hidrográficas, universidades, organizações não governamentais (ONGs), empresas privadas e instituições públicas.


Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM) Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) (61) 2109-5129/5495/5103


Fonte: Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)


7 visualizações

Comments


bottom of page