top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

ANA discute ampliação do monitoramento hidrológico de rios e lagos por meio de satélites na França

ANA discute ampliação do monitoramento hidrológico de rios e lagos por meio de satélites em capacitação na França


Rio Xingu (PA) - Foto: Rui Faquini / Banco de Imagens ANA

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) debateu sobre o projeto Monitoramento Hidrológico de Rios e Lagos por meio de Satélites (HIDROSAT) em evento de capacitação, entre 5 a 9 de junho, na cidade francesa de Toulouse. O curso Desenvolvimento da Utilização da Constelação de Satélites Sentinela para a Monitorização da Qualidade das Águas Interiores contou com a participação do especialista em regulação de recursos hídricos e saneamento básico da ANA Dhalton Ventura. A formação foi realizada para alunos de doutorado e pós-doutorado e para profissionais do setor de recursos hídricos.


Esse curso visou a apresentar os dados dos satélites Sentinel-2 e Sentinel-3 que possibilitam a aquisição de produtos cartográficos sobre os pontos principais da qualidade da água com aplicações relacionadas ao estudo da erosão do solo, transporte de sedimentos e fluxo de carbono.


A capacitação apresentou aspectos teóricos das propriedades óticas da água para a captação das imagens a partir do espaço, das etapas de processamento de imagens de satélite, atividades práticas com realização de medições e a manipulação de imagens.

No treinamento o servidor da Agência abordou a ampliação do HIDROSAT e conhecimentos sobre os impactos da mudança do clima. Ainda como foco nesse projeto, foi discutida a hidrologia espacial, que é responsável por contribuir com a gestão dos recursos hídricos em situações de eventos críticos – como secas e inundações –- e na avaliação de desastres ambientais.


Projeto HIDROSAT


O projeto Monitoramento Hidrológico de Rios e Lagos por meio de Satélites (HIDROSAT) foi assinado em julho de 2021 pela ANA, Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento da França (IRD na sigla em francês), Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e Ministério das Relações Exteriores (MRE). Com cinco anos de vigência, essa iniciativa no contexto do Programa Bilateral de Cooperação Técnica Brasil-França contribui para a ampliação do monitoramento hidrológico e do conhecimento sobre os impactos das mudanças climáticas nos recursos hídricos.


Nesse sentido, o Projeto HIDROSAT tem desenvolvido sistemas e algoritmos para o processamento dos dados de satélites que se convertem em dados hidrológicos e de qualidade de água, que têm a capacidade de apresentar dados gerados em diversas “estações virtuais” distribuídas por rios e reservatórios no Brasil, até mesmo em locais remotos e de difícil acesso, além de algumas estações nos países vizinhos.


Estagiária Gabi Siqueira sob supervisão de Raylton Alves

Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM) Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) (61) 2109-5129/5495/5103


Fonte: Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)

40 visualizações

Kommentare


bottom of page