top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

ANA discute saneamento básico e monitoramento de rios por satélite com Embaixada da França


Reunião com representantes da ANA e da Embaixada da França

AAgência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) se reuniu com representantes da Embaixada da França para discutir agendas em comum na última quinta-feira, 30 de março. Durante o encontro, na sede da ANA, em Brasília, as instituições abordaram parcerias do Brasil com a França nas temáticas de saneamento básico e monitoramento de rios por meio de satélites.


A reunião contou com a participação da diretora-presidente da ANA, Veronica Rios; da diretora Ana Carolina Argolo; e do diretor Mauricio Abijaodi. Também estiveram presentes quatro superintendentes da Agência: Felipe de Sá, Flávia Carneiro e Marcelo Medeiros. Sébastien Andrieux, Mathieu Rivallani e Rogério Barbosa representaram a Embaixada da França.


Diretoria Colegiada da ANA recebe representantes da Embaixada da França

O histórico de parceiras da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) com o Brasil no setor de saneamento básico, como no caso do projeto Apoio ao Desenvolvimento das Parcerias Público-Privadas nos Municípios Brasileiros, foi discutido no encontro entre brasileiros e franceses. Outro tema da pauta foi a Agenda Regulatória da ANA com foco em normas regulatórias que a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico produzirá para o setor de saneamento básico nos próximos anos.


Outra parceria entre os dois países em pauta na reunião foi o projeto Monitoramento Hidrológico de Rios e Lagos por meio de Satélites (HIDROSAT), assinado em julho de 2021 pela ANA, Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento (IRD na sigla em francês), Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e Ministério das Relações Exteriores (MRE). Com cinco anos de vigência, essa iniciativa no contexto do Programa Bilateral de Cooperação Técnica Brasil-França contribui para a ampliação do monitoramento hidrológico e do conhecimento sobre os impactos das mudanças climáticas nos recursos hídricos.


Representantes da Embaixada da França em reunião com dirigentes da ANA

Nesse sentido, o Projeto HIDROSAT tem desenvolvido sistemas e algoritmos para o processamento dos dados de satélites em dados hidrológicos e de qualidade de água, que têm a capacidade de apresentar dados gerados em diversas “estações virtuais” distribuídas por rios e reservatórios no Brasil, além de algumas estações nos países vizinhos.

Estagiária Gabi Siqueira sob supervisão de Raylton Alves

Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM) Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) (61) 2109-5129/5495/5103


Fonte: Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)

55 visualizações

Commenti


bottom of page