top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

ANA discute saneamento básico no 32º Congresso da ABES

Agência discute saneamento básico no 32º Congresso da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental


Diretor Filipe Sampaio discursa na solenidade de abertura do 32º Congresso da ABES

Entre 21 e 24 de maio, Belo Horizonte (MG) sedia o 32º Congresso da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), evento que reúne pesquisadores, estudantes e a sociedade para discutir o tema Saneamento Ambiental: Desafios para a Universalização e a Sustentabilidade. Na solenidade de abertura do Congresso, que conta com o patrocínio da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), a instituição foi representada pelo diretor Filipe Sampaio, sendo que o diretor Mauricio Abijaodi também participa do encontro.


Também participaram da abertura outras autoridades do setor, como: o secretário nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades, Leonardo Picciani; o presidente nacional da ABES, Alceu Bittencourt; a presidente da ABES Seção Minas Gerais, Flávia Mourão; o presidente da Associação Brasileira de Agências Reguladoras (ABAR), Vinícius Benevides; o presidente da Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRHidro); entre outras.


Para Filipe Sampaio, o Congresso é uma oportunidade de intercâmbio de experiências entre as Agência e pessoas do setor de saneamento básico. “Será muito rica a participação da ANA aqui em função, não apenas com a contribuição que nossos técnicos, superintendentes e coordenadores têm para fazer, mas também com o aprendizado e a capacitação que eles vão ter com essa troca de experiências entre as pessoas que vão estar aqui nesta semana”, afirmou o dirigente.


Abijaodi falou sobre a importância de eventos, como o Congresso da ABES, para discussão em prol da evolução do saneamento básico no País. “Um espaço como este contribui muito para a evolução e o progresso do setor e, consequentemente, isso reflete na melhora na qualidade de vida das pessoas, que se beneficiam justamente do debate de alto nível que influencia politicamente e tecnicamente para que a gente possa cumprir a meta do marco de saneamento básico: levar água de qualidade e em quantidade, além do esgotamento sanitário, drenagem urbana e resíduos sólidos para a população que mais precisa nos próximos dez anos”, destacou o diretor.


O 32º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental terá uma programação com mais de 50 painéis de discussão e aproximadamente 1.000 trabalhos técnico-científicos serão apresentados em Belo Horizonte. Há uma previsão de 3 a 4 mil participantes no evento, que volta a ser presencial após a pandemia, sobretudo da comunidade técnico-científica brasileira e de outros países relacionada ao saneamento, ao meio ambiente, aos recursos hídricos e à saúde pública.


Durante o evento são debatidos diferentes aspectos do saneamento ambiental e sua incidência sobre o meio ambiente, recursos hídricos e saúde pública. O Congresso é, ainda, um espaço para discussões sobre tecnologia e educação na busca da universalização e do avanço do saneamento básico no Brasil de modo a melhorar a qualidade de vida da população.


Simultaneamente ao 32º Congresso da ABES, acontece a Feira Internacional de Tecnologias de Saneamento Ambiental (FITABES), que reúne fornecedores de tecnologia, materiais e equipamentos do setor de saneamento básico.



ANA e o marco legal do saneamento básico

Com o novo marco legal do saneamento básico, Lei nº 14.026/2020, a ANA recebeu a atribuição regulatória de editar normas de referência contendo diretrizes para a regulação dos serviços públicos de saneamento básico no Brasil, que incluem: abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, além de drenagem e manejo de águas pluviais urbanas.


A mudança busca uniformizar as normas do setor para atrair mais investimentos para o saneamento, melhorar a prestação e levar à universalização desses serviços. Para saber mais sobre a competência da ANA na regulação do saneamento, acesse a página https://www.gov.br/ana/pt-br/assuntos/saneamento-basico.


Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM) Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) (61) 2109-5129/5495/5103


Fonte: Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)

15 visualizações

Kommentare


bottom of page