Blog da REBOB

Aumento de receita alcançado por meio da técnica de análise multicritério

Aumento de receita alcançado por meio da técnica de análise multicritério para priorização de substituição de hidrômetros no município de São Caetano do Sul-SP




Autoras: Rosemara Augusto Pereira e Maria de Lourdes da Silva.


Resumo


Normalmente os hidrômetros são substituídos levando-se em conta a idade, não a rigor, mas convencionalmente, quando atingem cinco anos, conforme critério estabelecido pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), deixando de lado o desempenho metrológico e outros fatores que influenciam no rendimento do equipamento de medição. Estudos mostram que a idade não é o único fator que influencia na submedição do equipamento, pois não raro hidrômetros com idade avançada possuem capacidade metrológica dentro dos parâmetros aceitáveis, enquanto que equipamentos com idades inferiores a cinco anos possuem alto desgaste, o que torna complexa a tarefa de definir o tempo de troca que proporcione o melhor custo-benefício somente pela idade. Em face desta problemática de impacto econômico significativo, empregou-se uma técnica para priorização da troca de hidrômetros em São Caetano do Sul baseado na aplicação de análise multicritério por meio do estabelecimentos de critérios relevantes, como o consumo médio, categoria de uso, decaimento temporal de consumo, factibilidade de mudança de faixa tarifária e também a idade, de forma a permitir a classificação dos hidrômetros instalados segundo sua prioridade de troca, e este estudo apresenta o aumento de receita alcançado por meio do emprego desta técnica, considerando inclusive o tempo de retorno do investimento.


Introdução


É imperativa e necessária a implantação de uma gestão ativa do parque de hidrômetros, por meio de critérios e métodos claros e bem definidos, bem como, destaca-se que medidas tomadas para a melhoria da qualidade da micromedição final do sistema estejam associadas a uma macromedição eficiente, pois ambas são essenciais para a obtenção de dados próximos à realidade das perdas do sistema, de forma a propiciar melhor o planejamento de políticas de redução de perdas, a fim de mantê-las em níveis aceitáveis ou menores possíveis, porém muitas companhias negligenciam a manutenção do parque de hidrômetros, deixando de arrecadar valores significativos por conta da submedição dos hidrômetros.


Em face dos aspectos expostos, este estudo demonstra os resultados financeiros alcançados por meio de substituição de parte do parque de hidrômetros do município de São Caetano do Sul, a partir de aplicação da técnica de análise multicritério pra priorização da troca como será detalhado adiante. Uma parte significativa do parque hidrométrico, apresentava-se fora do prazo determinado pela portaria 246, de 17 de outubro de 2000, do INMETRO, que sugere a troca periódica dos hidrômetros, em intervalos não superiores a 5 anos e esta obsolescência do parque demandou e motivou o estudo de priorização e a substituição de parte do parque de hidrômetros, haja vista que, o processo de troca de forma aleatória ou simplesmente por idade como vinha sendo realizado não se mostrou eficiente.


Clique aqui e leia na íntegra


Fonte: Portal Tratamento de Água


12 visualizações

A Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas - REBOB é uma entidade sem fins lucrativos constituída na forma jurídicos de Associação Civil, formada por associações e consórcios de municípios, associações de usuários, comitês de bacia e outras organizações afins, estabelecidas em âmbito de bacias hidrográficas.

Design & Marketing Digital

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos
  • Telegram
  • LinkedIn App Icon
  • Wix Facebook page