top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Campanha Eu Viro Carranca p/ Defender o Velho Chico é apresentada no Submédio e Baixo São Francisco

Comunicação do CBHSF apresenta tema da campanha Eu Viro Carranca para Defender o Velho Chico no Submédio e Baixo São Francisco


Nesta semana, o Diretor de Comunicação, Pedro Vilela e a produtora executiva, Geovana Jardim, da empresa Tanto Expresso, responsável pela comunicação do Comitê da Bacia Hidrogŕafica do Rio São Francisco, estiveram nas cidades de Floresta (PE), no Submédio São Francisco, e em São Brás (AL), no Baixo São Francisco, para apresentar o tema da campanha Eu Viro Carranca para Defender o Velho Chico.

Comemorando 10 anos de realização da campanha, o CBHSF apresenta o tema Velho Chico. Gentes, tradições, vidas que visa valorizar e dar visibilidade aos povos tradicionais da Bacia do São Francisco. Neste ano, o CBHSF se propõe a mobilizar a população do território – seja o meio político estadual e municipal, as companhias de saneamento, o setor produtivo em geral e a sociedade civil – em torno da necessidade urgente de revitalização do rio, dando, para isso, voz à gente do rio. A ideia é que em 2023 a campanha “Eu Viro Carranca para Defender o Velho Chico” lance um olhar sobre os povos que integram a Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. “Uma Bacia Hidrográfica não se faz apenas de rios e afluentes. São nascentes, afluentes, tributários, riachos, córregos e ribeirões, e, principalmente, pessoas, que se interligam nessa verdadeira teia da vida”, explica Pedro Vilela.


No Submédio São Francisco, o município de Floresta está fora da calha, mas tem em seu território o Rio Pajeú, afluente do São Francisco responsável por cerca de 7% de contribuição com o rio da integração nacional. “O Rio Pajeú é a maior bacia do estado de Pernambuco e o município assumiu a responsabilidade de sediar a campanha pela primeira vez fora da calha, na região do Submédio, evidenciando esse importante afluente. Nesse contexto, precisamos nos preocupar com o tipo de água que entregamos ao São Francisco e também cuidar do Pajeú”, afirmou a presidenta do Comitê da Bacia Hidrográfica


O Municipio de Floresta, em Pernambuco


A vice-prefeita da cidade, Bia Numeriano, lembrou que a escolha de Floresta fortalece o município na resistência à possibilidade de construção de uma usina nuclear na região. “Há bem pouco tempo vivemos sob a ameaça da construção de uma usina nuclear nas margens do Velho Chico, na cidade vizinha de Itacuruba. Ameaça que afetava toda a região e a bacia do São Francisco. Trazer a campanha em defesa do rio para cá reforça nossa luta”, pontuou.


Bia Numeriano, vice-prefeita de Floresta-PE

De acordo com Pedro Vilela, este ano a campanha que culmina com eventos simultâneos nas quatros regiões fisiográficas no dia 03 de junho, Dia Nacional em Defesa do Rio São Francisco, será lançada oficialmente entre os dias 18 e 20 de abril, com uma coletiva de imprensa, em Brasília. “Essa é uma ação que faz diferença na bacia. Então sempre começamos a trabalhar a campanha cerca de um mês antes do grande evento. A coletiva de imprensa vai reunir jornalistas de todo o país”, explicou.


No Baixo São Francisco, o município de São Brás, com uma população de aproximadamente sete mil habitantes, que nasceu a partir de uma pequena povoação às margens do Rio São Francisco com terras também habitadas por povos tradicionais e comunidades indígenas, sediará a campanha este ano.



Reunião no município de São Brás.

Os municípios, em parceria com o CBHSF, se responsabilizam pela promoção de eventos culturais, esportivos e educacionais que movimentam as cidades no sentido de reforçar a importância e urgência da revitalização do São Francisco. Nas demais regiões, Alto e Médio São Francisco foram escolhidas as cidades de Felixlândia (MG) e Paratinga (BA), respectivamente. A apresentação da campanha nessas cidades acontecerá no final deste mês.


Participaram das reuniões representantes das secretarias municipais, instituições de ensino, entidades estatais, representantes de comunidades tradicionais e Comitês Afluentes.

Assessoria de Comunicação CBHSF:

TantoExpresso Comunicação e Mobilização Social

Texto e Fotos: Juciana Cavalcante


Fonte: CBHSF

16 visualizações

Hozzászólások


bottom of page