top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Conselho Latino-Americano da Água é lançado no segundo dia do 10º Fórum Mundial da Água em Bali


Nesta terça-feira, 21 de maio, aconteceu o lançamento do Conselho Latino-Americano da Água (CLAA) no Pavilhão Latino-Americano da Água instalado no 10º Fórum Mundial da Água, o qual acontece em Bali, Indonésia, até o dia 25 deste mês. O CLAA desenvolverá ações, projetos e programas na América Latina, integrando as políticas públicas de boa gestão da água já consolidadas nos países da região.


O diretor da ANA Filipe Sampaio participou da instalação do CLAA numa solenidade que também contou com as participações do presidente do Conselho Mundial da Água (WWC na sigla em inglês), Loïc Fauchon; do presidente honorário do WWC, Benedito Braga; do presidente da Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas (REBOB), Lupércio Ziroldo, entre outras autoridades.





Nesta terça o Pavilhão Latino-Americano no 10º Fórum recebeu uma reunião bilateral entre membros das delegações do Brasil e de São Tomé e Príncipe. O país africano e lusófono foi representado pelo ministro das Infraestruturas e Recursos Naturais, José de Rio. Já a representação brasileira contou com as participações de Vitor Diniz, do Ministério de Relações Exteriores (MRE), do secretário nacional de Segurança Hídrica, Giuseppe Vieira, da assessora Internacional do Ministério de Integração e Desenvolvimento Regional (MIDR), Renata Carvalho. Pela ANA participaram do encontro o diretor Filipe Sampaio, a diretora Ana Carolina Argolo e a assessora especial Internacional, Gisela Forattini.


Durante a reunião entre Brasil e São Tomé e Príncipe, foi discutido o Plano de Formação em Matéria de Gestão de Recursos Hídricos para os Países da CPLP. O tema está envolvido no contexto do Projeto Apoio à Gestão e ao Monitoramento de Recursos Hídricos nos Países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), implementado pela ANA desde 2013, em parceria com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e o Secretariado Executivo da CPLP (SE-CPLP).


Também foi abordada nessa reunião a contratação de novo estudo com o tema “Desenvolvimento de trilha de aprendizagem sobre mudanças climáticas e sua relação com Recursos Hídricos e Saneamento, no âmbito dos países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)”.


No Pavilhão da Ásia, a diretora Ana Carolina Argolo participou do painel com o tema Promovendo a Cooperação e a Parceria para a Água e o Género. No debate a dirigente destacou a agenda e iniciativas da ANA para equidade de gênero, por meio das ações do Comitê Pró-Equidade de Gênero (CPEG), instância incluída na estrutura institucional da Agência. 


Argolo também participou do painel Uma Nova Visão para Demanda e Oferta de Água até 2050. Nesse debate a diretora da ANA falou sobre as iniciativas da instituição no sentido de aprimorar a gestão dos recursos hídricos, como o Pacto pela Governança da Água firmado pela ANA com todas as unidades da Federação em 2023.


Já o diretor Filipe Sampaio abordou a temática de segurança hídrica na América Latina durante o painel Segurança Hídrica e Água para os Humanos. A sessão buscou refletir sobre os desafios e oportunidades dos recursos hídricos na região e oferecer oportunidades de colaboração entre países que enfrentam desafios similares sobre água. 


No Pavilhão Latino-Americano, Sampaio participou de um painel que debateu as estratégias da gestão hídrica na mineração, em que a empresa Vale apresentou sua política de recursos hídricos. Nesse debate o diretor da ANA destacou a visão geral da governança dos recursos hídricos no Brasil e dados sobre o uso dos recursos hídricos no setor de mineração.


O 10º Fórum Mundial da Água


Realizado a cada três anos desde 1997, o Fórum Mundial da Água é o maior encontro internacional no setor de recursos hídricos com uma organização compartilhada pelo Conselho Mundial da Água (WWC na sigla em inglês) e pela cidade anfitriã. O Fórum inclui uma fase preparatória de três anos, um evento de uma semana quando são compartilhados conhecimentos e práticas em temas relacionados à água e uma apresentação dos resultados do encontro. 


Ao longo dos anos, o número de participantes no Fórum Mundial da Água cresceu de algumas centenas para dezenas de milhares, incluindo tanto pessoas da comunidade internacional quanto dos países anfitriões. Nesse sentido, esse evento reúne participantes de todos os níveis e áreas, incluindo políticos (as), instituições multilaterais, acadêmicos(as), servidores(as) públicos(as) de alto nível, especialistas em recursos hídricos e temas correlatos, economistas, representantes da sociedade civil e do setor privado, entre outros atores.


Fonte: Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)

54 visualizações

Comments


bottom of page