top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Inscrições para o Curso Internacional de Medições em Grandes Rios começam nesta segunda (5)


Informações sobre o Curso Internacional de Medições em Grandes Rios: Técnicas de Medição

Estão abertas as inscrições para a 19ª edição do Curso Internacional de Medições em Grandes Rios: Técnicas de Medição a partir desta segunda-feira, 5 de junho. O treinamento oferece 42 vagas e as inscrições serão recebidas até 30 de junho, por meio do portal Educação e Capacitação para a Regulação e Gestão das Águas e Saneamento em: https://link.ana.gov.br/dp-ku2. A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) realizará essa capacitação internacional em parceria com o Serviço Geológico do Brasil (SGB), entre 25 de agosto e 2 de setembro, nos municípios de Manaus e Manacapuru (AM).


Realizado em português e com carga de 80 horas, o treinamento acontecerá pela primeira vez desde 2019, antes da pandemia. O objetivo do Curso é capacitar os profissionais da área de recursos hídricos do Brasil e de países da América do Sul, principalmente da bacia Amazônica, nas metodologias utilizadas no trabalho de medição, cálculo de descarga líquida e determinação dos parâmetros de qualidade de água em grandes rios. Os(as) interessados(as) podem acessar a programação por meio do link https://link.ana.gov.br/2kav2z.


Com a medição em grandes rios, os especialistas podem calcular a disponibilidade de água de um rio de grande porte – como é o caso do Solimões, onde acontecem as atividades de campo – utilizando técnicas modernas e tradicionais. Com as técnicas abordadas, também é possível realizar o controle de inundações, como já acontece no entorno de Manaus.


A partir do Curso Internacional, a ANA também vem integrando dados de monitoramento com países amazônicos, já que a bacia do rio Amazonas é transfronteiriça e recebe águas de outras nações, como Bolívia, Colômbia, Peru, entre outras. Especialistas de diversos países já realizaram o treinamento, como: Brasil, Equador, Peru, Guiana, Paraguai, Bolívia, Colômbia, Venezuela e Suriname.


O local escolhido para as atividades práticas do Curso é uma das maiores seções de medição do planeta, devido ao grande volume de água que passa no rio Solimões no trecho selecionado. Durante a capacitação já foi medida uma vazão de 160.000m³/s (160 milhões de litros por segundo) em 2012, patamar que não existe em nenhum outro lugar do mundo, além da bacia do rio Amazonas. Com esta vazão seria possível suprir 142 vezes o consumo médio de água do Brasil, que é de 1.125m³/s segundo o relatório de Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil, da ANA.


A primeira edição desta capacitação aconteceu em 1985 e teve continuidade anualmente até 1988 sob coordenação do extinto Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica (DNAEE), do Ministério de Minas e Energia (MME). Depois disso, o treinamento foi oferecido em 1994, 1996, 2000 e 2002. De 2004 a 2019, o evento voltou a ser realizado anualmente pela ANA, totalizando 25 edições, das quais 18 foram internacionais. Em 2020, o treinamento foi cancelado em virtude da pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

Rede Hidrometeorológica Nacional

A ANA acompanha os rios do Brasil por meio da Rede Hidrometeorológica Nacional, que possui mais de 5 mil estações de monitoramento em todo o País, sendo mais de 2,2 mil fluviométricas (nível e vazão de rios) e mais de 2,7 mil pluviométricas (chuvas). Também há sedimentométricas (sedimentos), de qualidade da água, entre outras. Para acessar dados telemétricos da Rede em tempo real, acesse www.snirh.gov.br/hidrotelemetria ou utilize o aplicativo Hidroweb Mobile, disponível para dispositivos iOS e Android gratuitamente.


Estagiária Gabi Siqueira sob supervisão de Raylton Alves

Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM) Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) (61) 2109-5129/5495/5103


Fonte: Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)

48 visualizações

Comments


bottom of page