top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Nova fase da transposição avança por cinco municípios cearenses


O Governo do Ceará desapropriou 61 imóveis em uma área de aproximadamente 58,3 mil hectares para o avanço das obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF). O trecho em desapropriação inclui  municípios da Região do Cariri, segunda em densidade demográfica e em importância econômica do Estado. Os municípios beneficiados são Brejo Santo, Barro, Mauriti, Penaforte e Jati.


A desapropriação é de responsabilidade da Secretaria das Cidades, pois para viabilizar essa nova fase, é necessário garantir a área que receberá as obras, ofertando infraestrutura de saneamento para as famílias residentes nas adjacências e promover melhorias na qualidade de vida. Segundo a SCidades, a estimativa é que 27 Sistemas de Abastecimentos de Água sejam construídos ao longo do canal nestes municípios, atendendo a 71 comunidades cearenses.


O Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) possui 477 km e é considerado o maior empreendimento hídrico do Brasil. No Ceará, as águas chegaram em junho de 2020, na barragem de Jati, na cidade de mesmo nome. O núcleo de controle do Projeto voltou a bombear água para os cearenses em julho de 2023 após paralisação em novembro de 2022, por conta de serviços de manutenção no conjunto de bombas da Estação de Bombeamento EBI-3. A barragem de Jati possui estrutura com capacidade de acumular até 28 milhões de metros cúbicos de água.


Atualmente, quando necessário, as águas do São Francisco percorrem o trecho emergencial do Cinturão das Águas (CAC) até o Riacho Seco (em Missão Velha), depois vão para o Rio Salgado e Rio Jaguaribe e alcançam o Castanhão. Dali, seguem via Eixão das Águas até a Região Metropolitana de Fortaleza.


O Eixo Norte do PISF, onde está o Ceará, está em operação e para dar continuidade às ligações, outra etapa do Projeto no Ceará teve início em dezembro de 2023, quando o Governo Federal e o Governo do Estado assinaram a ordem de serviço para a construção do Ramal do Salgado, que vai beneficiar 4,7 milhões de pessoas em 54 cidades cearenses, percorrendo 34 km de extensão para transportar água do São Francisco, desde o Ramal do Apodi, na Paraíba, até o leito do Rio Salgado. Isso deve reduzir em 150km a viagem das águas até o açude Castanhão.



As águas do Ramal do Salgado vão ajudar no abastecimento das cidades de: Acarape, Aquiraz, Aracati, Araçoiaba, Aratuba, Baixio, Barreira, Baturité, Beberibe, Capistrano, Cascavel, Caucaia, Cedro, Chorozinho, Eusébio, Fortaleza, Fortim, Granjeiro, Guaiúba, Guaramiranga, Horizonte, Ibaretama, Ibicuitinga, Jaguaribe, Icó, Ipaumirim, Itaiçaba, Itaitinga, Itapiúna, Jaguaretama, Jaguaribara, Jaguaribe, Jaguaruana, Lavras da Mangabeira, Limoeiro do Norte, Maracanaú, Maranguape, Morada Nova, Mulungu, Ocara, Pacajus, Pacatuba, Pacoti, Palhano, Palmácia, Pereiro, Pindoretama, Quixeré, Redenção, Russas, São Gonçalo do Amarante, São João do Jaguaribe, Tabuleiro do Norte, Umari e Várzea Alegre.


Fonte: Secretaria dos Recursos Hídricos - Governo do estado do Ceará


10 visualizações

Comments


bottom of page