top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Novo portal CBH Rio das Velhas permite acompanhamento fácil e dinâmico do Plano de Recursos Hídricos



A Agência Peixe Vivo, atendendo a demanda do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas (CBH Rio das Velhas), acaba de finalizar o Portal de Acompanhamento do Plano Diretor de Recursos Hídricos (PRDH) da bacia.


Iniciada em novembro do ano passado e entregue em abril, a iniciativa vem complementar o SIGA – Sistema de Informações do Rio das Velhas, que já reunia dados sobre o PDRH com foco no CBH e na agência.


A nova ferramenta vai ampliar o acompanhamento do Plano Diretor e incluir programas e ações de outros atores, como órgãos de governo e usuários da água na indústria e na agricultura.


Coordenado pela doutora em Engenharia de Produção Kláudia Silva, à época na Peixe Vivo e hoje professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o desenvolvimento do Portal envolveu todos os setores da agência, conforme o vínculo de cada parte com as várias áreas componentes do PDRH.


Empregando o software Business Intelligence (BI), a facilidade será de acesso público, faltando apenas a compilação final de informações e mapas como os relativos a desmatamento e atividades minerárias, além de algumas ações de revitalização promovidas por outras instituições.


A metodologia empregada segue a filosofia recomendada pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), que publicou em 2021, em parceria com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura – IICA, o Manual para Avaliação da Implementação de Planos de Recursos Hídricos.


De acordo com Kláudia Silva, o acompanhamento passará a ser “mais direto e sistêmico” pelas “inovações em acessibilidade e visualização”. “Ficou mais fácil ver o que ainda não foi realizado ou está em andamento, aumentando o foco no que precisa ser feito” para a obtenção dos resultados pretendidos, observa.


Para Allan Mota, gerente de Planejamento de Recursos Hídricos do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM) e mestre em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos pela UFMG, contar com um sistema assim “torna o planejamento dinâmico”. “Sai de um produto que é estático, um pdf, e parte para um planejamento que permite o acompanhamento em tempo real pelo Comitê de Bacia e pela sociedade”, completa.


Tela inicial do portal desenvolvido pela Agência Peixe Vivo

Indicadores


O Manual da ANA se baseia em método quali-quantitativo para a análise de desempenho da implementação dos PDRHs. O objetivo é alcançar maior exequibilidade das ações, além de modelos de arranjos institucionais para o monitoramento da implementação e dos resultados para a bacia hidrográfica.


Segundo a ANA, as avaliações de desempenho da implementação dos PDRHs são indispensáveis para que avance a agenda de proteção dos recursos hídricos nacionais.


A metodologia da ANA envolve indicadores, formas de agregação, parâmetros de cálculo, periodicidade de aplicação e identificação das responsabilidades dos diversos atores no processo de gestão dos recursos hídricos, tais como agências de bacia, órgãos gestores, comitês de bacias hidrográficas e setores usuários.


Mota explica, após informar que uma das bases do Manuel da ANA é a metodologia desenvolvida em Minas pelo IGAM: “Esses indicadores são utilizados para avaliar a implementação. Até há poucos anos não sabíamos sequer se havia sido implementado e em que medida”. Com essa fase superada, ele anseia pela “utilização de outros indicadores, como os de resultado ou de impactos esperados, como, por exemplo, de melhoria da qualidade ou quantidade da água numa dada microbacia”.


A meta, anuncia, é incorporar “novos indicadores na revisão do Plano Estadual de Recursos Hídricos”, já iniciada.


Renato Constâncio, vice-presidente do CBH Rio das Velhas, saúda a iniciativa: “A ideia do novo Portal do Plano Diretor do Rio das Velhas é justamente aumentar a transparência, melhorar o nível de entendimento, ampliar a acessibilidade e aperfeiçoar a dinâmica da disponibilidade da informação, atualizada em tempo real, por meio da plataforma Power BI”. “Mais dinâmico, acessível e moderno, o novo portal atende melhor as necessidades da sociedade, fornecendo informação fidedigna, transparente e rápida a todos os interessados em acompanhar as ações na bacia”, conclui.


Assessoria de Comunicação do CBH Rio das Velhas:

TantoExpresso Comunicação e Mobilização Social

*Texto: Paulo Barcala

*Foto: Bianca Aun


Fonte: CBH Rio das Velhas

5 visualizações

Yorumlar


bottom of page