top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Quinta edição do Seminário Nacional do ProfÁgua acontece na sede da ANA


Diretora-presidente da ANA, Veronica Rios, discursa na abertura do 5º Seminário Nacional do ProfÁgua

Entre 13 e 16 de junho, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) sedia, em Brasília, o 5º Seminário Nacional do Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua). O evento é promovido pela ANA em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e com as 14 universidades públicas associadas que oferecem o mestrado. São esperadas mais de 200 pessoas nesse encontro entre professores(as), alunos(as) e gestores(as) do curso presencialmente e de forma on-line.


O Seminário Nacional do ProfÁgua é uma das disciplinas obrigatórias do programa desse mestrado profissional em suas duas áreas de concentração: Instrumentos da Política de Recursos Hídricos, assim como Regulação e Governança de Recursos Hídricos. Esse evento também é realizado para propiciar o conhecimento e a integração entre alunos(as), professores(as), gestores(as) e parceiros(as) dos diferentes polos do ProfÁgua. Além disso, o Seminário promove a troca de experiências e debates sobre conhecimentos teórico-metodológicos dos diferentes projetos de pesquisa dos(as) estudantes e apresenta a eles(as) os grandes temas de recursos hídricos em pauta na agenda nacional e internacional.



Transmitida via canal da ANA no YouTube, a solenidade de abertura da programação do 5º Seminário contou com as participações da diretora-presidente da Agência, Veronica Rios; do diretor da ANA Mauricio Abijaodi; e do superintendente de Apoio ao SINGREH e às Agências Infranacionais de Regulação do Saneamento Básico, Humberto Gonçalves. Também estiveram presentes o coordenador geral do ProfÁgua, Jefferson Nascimento; a diretora de Educação a Distância da CAPES, Suzana Gomes; e a mestranda da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e representante dos alunos e alunas, Dalvana Souza.


Em seu discurso, a diretora-presidente da ANA ressaltou o papel dos(as) professores(as) do ProfÁgua para a difusão do conhecimento sobre recursos hídricos e saneamento básico pelo Brasil e para a formação de pessoas nessas temáticas. “Agradeço não só à presença de vocês [professores(as)], mas também ao empenho e à dedicação que vocês colocam na formação de líderes, de jovens, na gestão de recursos hídricos, saneamento, na gestão das águas do nosso país. Somos todos nós, cada um com sua contribuição ao Brasil, que fazemos e faremos a transformação na gestão dos recursos hídricos do País todos os dias”, concluiu Veronica.


O diretor Mauricio Abijaodi relacionou a questão da inovação ao conhecimento sobre a água. “Este ano a gente tem uma novidade: a Jornada da Inovação na sequência [do Seminário]. Eu acho que tem muito a ver com a juventude. Tem muito a ver com essa questão que eu tenho colocado de a gente dar utilidade aos nossos trabalhos. É pensar diferente, é pensar em fazer melhor aquilo que a gente sempre fez, com menos esforço, mais qualidade, e que a gente possa mudar a vida das pessoas que lidam com esse bem tão precioso que é a água”, afirmou Abijaodi.


Para Suzana Gomes, o mestrado profissional tem cumprido seu papel de formar estudantes para aprimorar o desempenho profissional a partir de uma atuação crítica e reflexiva na prática profissional dos(as) alunos(as). “O objetivo do ProfÁgua é promover a formação ampla de estudantes, permitindo aliar teoria e prática de modo a aumentar a eficácia, a sua atuação na área de recursos hídricos, com a compreensão e incorporação das dimensões relacionadas à gestão integrada dos recursos hídricos”, disse a diretora de Educação a Distância da CAPES.


Já o professor da UNESP Jefferson Nascimento destacou o esforço dos(as) professores(as) como fator que faz o ProfÁgua gerar resultados para a gestão dos recursos hídricos do Brasil. “É importante falar e frisar que esses professores assumiram uma carga ainda maior de trabalho em suas universidades públicas. Eles são realmente professores abnegados, que estão em sala de aula, trabalham, orientam e obviamente fazem a diferença no Estado brasileiro em relação à água”, homenageou o coordenador do ProfÁgua.


Segundo a representante dos(as) discentes do mestrado profissional, Dalvana Souza, o curso abre oportunidades para os(as) estudantes e o Seminário acaba sendo uma oportunidade de intercâmbio de experiências. “Através do ProfÁgua muitas portas se abriram em nossas vidas tanto acadêmica quanto profissional. [...] Espero que esse momento seja riquíssimo para troca de conhecimentos e que nós possamos sair daqui mais enriquecidos de conhecimento acadêmico, de amizades, e possamos nos sentir mais fortes vendo os exemplos de nossos colegas”, destacou Dalvana.

O ProfÁgua

Criado e fomentado pela ANA em 2015, o ProfÁgua já recebeu cerca de R$ 7,3 milhões em investimento para o seu funcionamento, através do repasse de recursos para a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, que avaliou o mestrado com a nota 4 – a maior para novos cursos. Já existem mais de 500 profissionais com mestrado pelo ProfÁgua e há outros 500 mestrandos com seus projetos de pesquisa em andamento.


Atualmente há 14 universidades associadas, que oferecem o ProfÁgua. São elas: Universidade Estadual Paulista (UNESP), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Universidade Federal de Roraima (UFRR), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade de Brasília (UnB).

Jornada de inovação

O 5º Seminário Nacional do ProfÁgua integra a 1ª Jornada da Inovação em Recursos Hídricos e Saneamento Básico. Promovido pela ANA entre 15 e 16 de junho, no Auditório Flávio Terra Barth, na sede da instituição em Brasília, o evento será realizado para apresentar cases de sucesso e fomentar soluções inovadoras nos setores de recursos hídricos e saneamento básico.


Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM) Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) (61) 2109-5129/5495/5103


Fonte: Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)

16 visualizações

Comments


bottom of page