Blog da REBOB

Síntese de polímeros à base de poliacrilamida como floculantes no tratamento de água oleosa

Síntese e caracterização de polímeros à base de poliacrilamida como floculantes no tratamento de água oleosa

Autora: Thacyla Campos do Carmo.


Resumo


Águas residuais são as principais fontes de poluição de diversas industrias. Na indústria petrolífera, estas águas são frequentemente denominada de água produzida, sendo esta água gerada a partir de diversas atividades, que vão desde a exploração até o transporte e armazenamento do petróleo. A água produzida é caracterizada por uma emulsão de óleo em água, estabilizada por compostos presentes no petróleo, e pode variar em composição, concentração e toxicidade. Portanto, para que esta água possa ser descartada ou reutilizada, esta deve passar por tratamentos que reduzam drasticamente o óleo e demais componentes poluentes. Tratamentos via coagulação/floculação são amplamente conhecidos e possuem um processo relativamente simples de aplicação. No processo de floculação são utilizados polímeros de diversas naturezas, no entanto, no presente trabalho, polímeros com base na poliacrilamida hidrofobicamente modificada foram estudados a fim de avaliar a influência de parâmetros que influenciassem no desempenho de floculação das novas estruturas formadas, tais como carga adquirida, tamanho adquirido no meio e massa molar dos novos copolímeros formados. Para tal, foram investigados a ação dos polímeros como floculantes em três pHs distintos em uma água produzida sinteticamente preparada.


Introdução


A produção de óleo e gás é um fator de grande relevância na civilização moderna, principalmente por ter grande disseminação nas indústrias dos mais diversos ramos. No entanto, o óleo e o gás produzidos trazem também um grande volume de água contaminada com componentes orgânicos e inorgânicos, e esta água gerada, também conhecida como água produzida, necessita de tratamento (FAKHRU’L-RAZI et al., 2009).

Água produzida pode ser encontrada nas etapas de produção, refino e transporte de petróleo e gás. Esses processos usam e geram uma grande quantidade de água, tanto em operações offshore como em onshore. Contudo, a maior parte da água produzida decorre da produção de petróleo, no qual 10 barris de água podem ser gerados na obtenção de um barril de petróleo. A estimativa mundial é de 3 barris de água produzida para cada barril de petróleo (DAL e SMITH, 2007).


Durante a etapa de produção a água produzida pode vir de duas fontes principais (OREM et al., 2014), que são:


Recuperação primária: onde a água, que está aprisionada juntamente com óleo e gás nas formações subterrâneas na rocha reservatório (denominada água conata), vem para a superfície durante as atividades de produção, geralmente de salinidade salobra à salmoura (Figura 1).

(…)


Clique aqui e leia na íntegra.


Fonte: Portal Tratamento de Água

1 visualização

A Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas - REBOB é uma entidade sem fins lucrativos constituída na forma jurídicos de Associação Civil, formada por associações e consórcios de municípios, associações de usuários, comitês de bacia e outras organizações afins, estabelecidas em âmbito de bacias hidrográficas.

Design & Marketing Digital

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos
  • Telegram
  • LinkedIn App Icon
  • Wix Facebook page