top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Secretaria do Meio Ambiente apresenta Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Tocantins em seminário da Procuradoria-Geral da República em Brasília

O evento teve o objetivo de debater medidas para garantir a preservação da flora e da fauna na Bacia do Araguaia


À convite da Procuradoria-Geral da República, o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Marcello Lelis apresentou o Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Tocantins durante o seminário   “Araguaia: Um Rio de Oportunidades”, realizado,  em Brasília, na sede do órgão , nesta quinta-feira,06. O evento teve o objetivo de debater medidas para garantir a preservação da flora e da fauna na Bacia do Araguaia.


O seminário reuniu procuradores que atuam na região, bem como representantes de instituições públicas e de organizações não-governamentais nacionais e internacionais, acadêmicos e especialistas no tema. O seminário faz parte da programação da Semana do Meio Ambiente promovido pelo órgão.


O secretário Marcello Lelis discorreu sobre o Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Tocantins desenvolvido pelo Governo do Tocantins por meio da Semarh.  O programa contempla os seguintes eixos: Recomposição das Nascentes e Matas Ciliares, Projeto da Conservação da Água e Solo nas Bacias Hidrográficas, Monitoramento Qualiquantitativo da Água e Ampliação e Estruturação dos Comitês de Bacias Hidrográficas.


Neste sentido, o secretário Marcello Lelis destacou o Projeto Plantando Água que tem a meta de recuperar 100 hectares por ano de Áreas de Preservação Permanentes de nascentes e matas ciliares. O projeto também contempla o Plantio de 130.000 mudas/ano de 22 espécies nativas do Cerrado.


Marcello Lelis também falou sobre a construção de 5.200 barraginhas em 22 municípios da região Sudeste do Estado e 1.700 em 17 cidade da Região Centro Sul. “ Além disso, hoje contamos com 85 pontos de monitoramento de parâmetros físicos, químicos, biológicos e agrotóxicos, outro ponto importante desta política”, afirmou 


O secretário acrescentou ainda que o estado conta hoje com 58 Plataformas de Coletas de Dados Telemétricas instaladas para monitoramento e transmissão em tempo real dos dados de chuva, nível e vazões dos rios.


A abertura do evento foi conduzida pelo coordenador da Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural do MPF, Juliano Baiocchi, e pelo coordenador do GT Araguaia-Tocantins, Guilherme Tavares.  A ideia é que o evento contribua com a atuação do Grupo de Trabalho da Câmara de Meio Ambiente e Patrimônio Cultural (4CCR) do MPF, que estuda a criação de um corredor ecológico às margens dos rios Araguaia e Tocantins, para a proteção da biodiversidade local. A iniciativa faz parte das ações da Semana do Meio Ambiente. 


Os participantes debaterem ainda a perspectiva constitucional do desenvolvimento sustentável para a criação do corredor ecológico, bem como os desafios da preservação da mata ciliar em Área de Preservação Permanente. 


Fonte: Governo do Tocantins

9 visualizações

Comentarios


bottom of page