Ministro aborda as ações do governo por garantia hídrica no Semiárido

05/10/2014

 

Sob o tema “Garantia Hídrica no Semiárido para os próximos 20 anos”, o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, proferiu no dia 23 de stembro, a palestra magna de abertura da 21ª Semana Internacional da Fruticultura, Floricultura e Agroindústria (Frutal).  

 

Teixeira afirmou que o País vive uma das piores secas da história, com efeitos no Nordeste, que tem regime pluviométrico mais severo. Ele elencou as ações emergenciais e estruturantes do governo para aumentar a capacidade de previsão climática, reforçar a segurança hídrica no Brasil e aumentar a resiliência das cidades. 

 

O ministro também detalhou os pilares de como deve ser uma política de convivência com a escassez de chuvas, fenômeno que será cada vez mais recorrente no País. “Uma gestão proativa da seca significa tratar as vulnerabilidades, dispondo de mecanismos para melhor conseguir prever e monitorar os eventos de seca.” A intenção das medidas do governo, enfatizou, “é aumentar a resiliência à seca”. “É preciso preparar melhor o Brasil para as secas, que serão cada vez mais recorrentes”, disse.

 

 

O evento, um dos mais importantes do setor do agronegócio do País, tem o apoio conjunto do Ministério da Integração Nacional, da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), entre outras entidades.

 

A Frutal prosseguiu até o dia 25, no Centro de Eventos de Fortaleza, com palestras técnicas, cursos e atividades diversas. "Frutas e Hortaliças - Alimentação Saudável e Segura" foi o foco do evento este ano. 

 

Fotos: José Luiz Oliveira/Codevasf

Para mais informações: www.integracao.gov.br

Please reload

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos