Comitês PCJ investem em combate às perdas hídricas há mais de 20 anos

11/02/2015

 

Desde a criação dos Comitês PCJ, em 1993, os recursos financeiros do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro) e, posteriormente, os recursos das Cobranças PCJ, esta a partir de 2006, são direcionados, na sua maioria, para a área de saneamento básico, o que já garantiu melhorias no tratamento de esgoto para os municípios das Bacias PCJ que já atingiram, na média, 64% de tratamento de esgoto. A meta de 100% está sendo perseguida com um trabalho sério e deverá ser alcançada nos próximos anos.
 

 

Comitês PCJ investem em combate às perdas hídricas há mais de 20 anos
 

 

Desde a criação dos Comitês PCJ, em 1993, os recursos financeiros do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro) e, posteriormente, os recursos das Cobranças PCJ, esta a partir de 2006, são direcionados, na sua maioria, para a área de saneamento básico, o que já garantiu melhorias no tratamento de esgoto para os municípios das Bacias PCJ que já atingiram, na média, 64% de tratamento de esgoto. A meta de 100% está sendo perseguida com um trabalho sério e deverá ser alcançada nos próximos anos.


 

Os Comitês PCJ também priorizaram os investimentos no combate às perdas nas redes públicas de distribuição de água tratada, pois os desperdícios de água são fatores que comprometem significativamente os sistemas públicos de abastecimento de água. A busca contínua da diminuição dessas perdas é uma ação estratégica na gestão dos recursos hídricos das Bacias PCJ. Por meio do Fehidro e das Cobranças PCJ, os investimentos no combate às perdas nas Bacias PCJ já contabilizam mais de R$ 159 milhões de reais, conforme dados da tabela abaixo:
 

 


 

Detalhamento dos investimentos feitos em cada um dos 110 empreendimentos pode ser verificado na planilha de Levantamento de empreendimentos PDC5.

 

Hoje estamos convivendo com uma estiagem atípica e o tema perdas de água nas redes de distribuição sobressaiu. Esse assunto já estava previsto na agenda de trabalho dos Comitês PCJ. Atualmente estão sendo atendidos municípios de menor população que precisam de recursos financeiros para a contratação dos estudos/planos de combate às perdas, daí o aporte financeiro da Agência das Bacias PCJ que recentemente contratou a elaboração dos Planos de Combate às Perdas para 14 municípios das Bacias PCJ: Camanducaia, Extrema, Itapeva, Sapucaí-Mirim, Toledo, Analândia, Ipeúna, Louveira, Rafard, Saltinho, São Pedro, Tuiuti, Valinhos e Bom Jesus dos Perdões.

 

As contratações são resultado de demanda que surgiu em função de pesquisa realizada pela Agência das Bacias PCJ com todos os municípios das Bacias PCJ, a fim de levantar quais desses municípios não possuíam Planos Diretores para o Combate às Perdas em Sistemas de Abastecimento Público de Água. No dia 23 de julho do ano passado foram assinados os contratos para elaboração dos planos mencionados, cujo objetivo é atender um total de 315.401 mil habitantes.
 

Além disso, o Plano das Bacias PCJ 2010 a 2020 já previu investimentos na área de combate as perdas na rede de distribuição. O Programa de Duração Continuada 5 (PDC 5), que trata da PROMOÇÃO DO USO RACIONAL DOS RECURSOS HÍDRICOS em seu Subprograma 5.01 – Racionalização do uso da água no sistema de abastecimento urbano, tem como meta investimentos de cerca de R$ 1,03 bilhões. Ressalta-se que para o período de 2015 a 2020 devem ser aplicados em torno de R$ 620 milhões a fim de equacionar os maiores problemas na área de perdas. É importante lembrar que tais investimentos não são apenas recursos do Fehidro e das Cobranças PCJ, mas recursos dos municípios e outras fontes de recursos para investimentos em empreendimentos desta ordem.

 

Recentemente a Agência das Bacias PCJ publicou o Relatório de Gestão das Bacias PCJ 2014, cujo material completo está disponível no link: http://www.agenciapcj.org.br/docs/relatorios/relatorio-gestao-bacias-pcj-2013.pdf, com um mapa que apresenta as Perdas na Distribuição de Água nas Bacias PCJ.
 

Para mais informações: www.agenciapcj.org.br

Please reload

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos