Agência disponibiliza mapas interativos da bacia do rio Paranaíba

23/02/2015

 

Mapa da bacia do Paranaíba

 

 

Estão disponíveis no Portal do Sistema Nacional de Informações sobre Recursos Hídricos (SNIRH) dois mapas interativos do Plano de Recursos Hídricos da Bacia do Rio Paranaíba, que apresentam os principais resultados do estudo. Este instrumento de planejamento – cuja elaboração foi coordenada pela Agência Nacional de Águas (ANA) – foi concluído na bacia em 2013, assim como o enquadramento dos corpos hídricos superficiais, e obteve a aprovação do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Paranaíba (CBH-Paranaíba).

 

O primeiro mapa contém informações básicas da bacia, como: hidrografia, limites e unidades de planejamento de recursos hídricos, cidades-polo, entre outras. O mapa também oferece informações do diagnóstico da bacia do Paranaíba, como: uso e ocupação do solo, geração de energia, aptidão agrícola, aquíferos e unidades de conservação.

 

No segundo mapa, é possível encontrar informações relacionadas à gestão de recursos hídricos na bacia, como: usos competitivos da água (aqueles que utilizam o mesmo recurso) e o balanço da qualidade e da quantidade da água na região.

 

O documento completo do Plano de Recursos Hídricos do Rio Paranaíba está disponível no site do CBH-Paranaíba –http://cbhparanaiba.org.br/. Na página há as fontes de dados, métodos e critérios utilizados na elaboração do Plano. Em breve os dados serão disponibilizados para download no Portal de Metadados da ANA.

 


A bacia do Paranaíba

 

O rio Paranaíba, cuja nascente fica no município de Rio Paranaíba (MG), na Serra da Mata da Corda, percorre 1160km até sua foz, no encontro com o rio Grande. Abrangendo 193 municípios de Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, além do Distrito Federal, a bacia do Paranaíba tem mais de 8,5 milhões de habitantes que vivem predominantemente em áreas urbanas. Economicamente, a bacia é marcada pela mineração e por diversas atividades agropecuárias, como: criação de bovinos e plantações de cana de açúcar, soja, milho e café.

 


Planos de recursos hídricos

 

Os planos de recursos hídricos são planos diretores e de longo prazo que buscam fundamentar e orientar a implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos e o gerenciamento da água com horizonte de planejamento compatível com o período de implantação dos programas e projetos previstos. Os planos estão entre os instrumentos de gestão da Lei nº 9.433/97, também conhecida como Lei das Águas, que estabeleceu a Política do setor.
 

 

Enquadramento

 

O enquadramento de corpos d’água em classes, segundo os usos preponderantes da água, é um instrumento de gestão e planejamento de recursos hídricos que estabelece o nível de qualidade a ser alcançado ou mantido ao longo do tempo. O enquadramento busca assegurar às águas qualidade compatível com os usos mais exigentes a que forem destinadas e diminuir os custos de combate à poluição das águas, mediante ações preventivas permanentes, conforme estabelece a Política Nacional de Recursos Hídricos.

 

Texto:Raylton Alves - ASCOM/ANA


Para mais informações: www.ana.gov.br

Please reload

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos