Museu da Água é inaugurado e Consórcio PCJ pretende transformá-lo como ponto turístico internacional

09/05/2016

 

O município de Indaiatuba (SP) ao lado do Serviço de Água e Esgoto de Indaiatuba (Saee) inauguraram no último dia 30 de abril o Museu da Água com a presença de 400 pessoas de vários municípios das Bacias PCJ. Durante a inauguração, o secretário executivo do Consórcio PCJ, Francisco Lahóz, comunicou aos presentes que o local será credenciado a receber visitas de técnicos e representantes de organismos internacionais ligados à gestão dos recursos hídricos, com o cadastro do Museu nos órgãos: a Rede Internacional de Organismos de Bacias (RIOB) e no Conselho Mundial da Água.

 

O Consórcio PCJ é um dos apoiadores institucionais do Museu da Água. A entidade forneceu material didático e de educação ambiental para ser distribuído aos visitantes do local, além de ter cooperado na concepção do acervo no qual os visitantes terão acesso a um panorama local e global da problemática da água. Durante a ocasião, a entidade homenageou o município de Indaiatuba e o Saae com a entrega do troféu “Sua gota faz a diferença”, parabenizando pela inauguração e pelas práticas de educação ambiental desenvolvidas.

 

O Presidente do Consórcio PCJ e prefeito de Indaiatuba (SP), Reinaldo Nogueira, destacou o museu como um centro de educação ambiental em gestão de recursos hídricos. “Aqui tem muito conhecimento, quem passar pelo Museu da Água vai sair sabendo algo mais na sua vida sobre a história mundial da água, da nossa bacia, do nosso estado, do nosso país. É um local educativo e também será um lugar turístico”, discursou.

 

Lahóz acrescentou que a iniciativa se trata do primeiro Museu da Água no Brasil voltado à gestão por bacia hidrográfica. “Nesse espaço não se falará apenas da cidade de Indaiatuba, mas sim de 76 municípios que formam a Bacia hidrográfica dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí”, disse o secretário executivo do Consórcio PCJ.

 

O superintendente do Serviço de Água e Esgoto de Indaiatuba (Saee), Nilson Alcides Gaspar, também enalteceu o Museu como centro de conhecimento. “Os visitantes terão acesso à História da água em Indaiatuba e no mundo como um todo e a importância da água na vida do ser humano”.

 

O Museu da Água conta com um espaço interativo sobre a importância da água no mundo, uma área com a história do Saae e uma trilha de 1.800 metros em área de preservação florestal ao entorno da Represa do Cupini, primeira captação de água do município de Indaiatuba e que abastece a cidade desde 1937. O prédio foi construído com arquitetura moderna e perfeitamente integrado à natureza. Com grandes áreas envidraçadas e fachada revestida em aço corten, que transmite uma aparência rústica à edificação, sua visão é um verdadeiro convite que desperta a curiosidade do visitante.

 

A visita tem início no auditório onde é apresentado o vídeo de acolhimento, que prepara o visitante para o que está por vir. Logo após são direcionados para a sala de exposição temporária denominada Caixa D´Água, onde são transmitidas importantes informações sobre a água em seus diversos estágios e tempo, levando o visitante a refletir como este elemento nos liga uns aos outros e ao planeta que habitamos. Por uma passarela panorâmica o visitante chega à Sala Histórica, onde há um acervo de peças e fotos que contam a história do abastecimento em Indaiatuba.

 

Fechando a visita, um passeio monitorado pela trilha que é cenário do Programa de Educação Ambiental “Na Trilha das Águas”, uma parceria entre o Saae e a Secretaria Municipal de Educação, a experiência de caminhar pela mata, dá ao visitante a real ideia da importância de preservar a mata ciliar, e de todo o processo necessário para chegarmos a água potável. A mata é uma vitrine do funcionamento de todo o ecossistema necessário para a criação e manutenção de um manancial saudável.

 

O Consórcio PCJ participará no mês de junho da Assembleia Geral da RIOB, onde pretende oficializar os membros sobre o espaço em Indaiatuba. A entidade pretende, ainda, colocar o Museu da Água como sugestão de visita técnica às delegações que virão ao Brasil para a realização do 8º Fórum Mundial da Água, que ocorrerá em Brasília (DF), em 2018. O objetivo é gabaritar o espaço como centro de divulgação internacional sobre a história e as boas práticas de gestão de recursos hídricos nas Bacias PCJ.

 

O Museu funciona de terça-feira a domingo e feriados, das 9h às 16h. Visitas monitoradas e em grupos ocorrerão de terça a sexta-feira com agendamento prévio que poderão ser feitos através do e-mail contato@museudaagua.sp.gov.br, ou pelo telefone (19) 3834-9433.

 

Para mais informações: http://agua.org.br

Please reload

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos