Seminário debate o compartilhamento de água e crise hídrica na bacia do rio Paraíba do Sul

18/09/2016

 

No dia 8 de setembro, o Rio de Janeiro sediou o Seminário Compartilhando Águas: a Experiência do Paraíba do Sul. Realizado pela Agência Nacional de Águas (ANA), em parceria com o Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (CEIVAP) e com o Governo do Estado do Rio de Janeiro, o evento buscou debater as ações destas instituições e da sociedade civil diante da crise hídrica observada na região a partir de 2014.

 

Os principais impactos econômicos de sociais decorrentes da crise hídrica e as soluções para enfrentar esses desafios também foram temas abordados. Além disso, os participantes tiveram a oportunidade de discutir novos caminhos para a bacia do Paraíba do Sul, que abrange partes de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. O Paraíba do Sul também é o maior responsável pelo abastecimento da Região Metropolitana do Rio de Janeiro devido à transposição de parte das suas águas para o rio Guandu em Barra do Piraí (RJ).

 

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, e o procurador-assistente da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro, Carlos da Costa e Silva Filho, fizeram a abertura do evento. O diretor-presidente da ANA, Vicente Andreu, deu a primeira palestra da programação sobre a contextualização da crise hídrica na bacia do Paraíba do Sul. Na sequência, a subsecretária de Articulação Institucional da Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro, Eliane Barbosa, falou sobre “Postura e Ações do Governo do Estado do Rio de Janeiro e do CEIVAP diante da Crise”.

 

A terceira palestra foi sobre a “Postura e Ações do CEIVAP diante da Crise Hídrica no Paraíba do Sul” e a secretária do comitê de bacia, Maria Aparecida Vargas, fez a apresentação. Em seguida, o tema apresentado foi “Impactos Econômicos Decorrentes da Crise” e ficou por conta do gerente de Meio Ambiente, Saúde e Segurança do Trabalho da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, Jorge Mendes. Antes dos debates, o vice-presidente da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE), Jorge Luiz Briard, fez apresentação sobre “Impactos Sociais Decorrentes da Crise”.

 

O Seminário Compartilhando Águas: a Experiência do Paraíba do Sul tem relação com o Fórum Mundial da Água, maior evento do mundo sobre a temática de recursos hídricos, marcado para março de 2018 em Brasília. O próximo Fórum terá como tema “Compartilhamento de Água”.

 

A bacia do Paraíba do Sul

 

A bacia do rio Paraíba do Sul tem uma área de aproximadamente 62.074km² e abrange 184 municípios, sendo 88 em Minas Gerais, 57 no Rio de Janeiro e 39 em São Paulo. O rio Paraíba do Sul resulta da confluência dos rios Paraibuna e Paraitinga, que nascem no Estado de São Paulo, a 1.800 metros de altitude. O curso d’água percorre 1.150km, passando por Minas, até desaguar no Oceano Atlântico em São João da Barra (RJ). Os principais usos da água na bacia são: abastecimento, diluição de esgotos, irrigação e geração de energia hidrelétrica. Saiba mais sobre a bacia do Paraíba do Sul.

 

Texto: Raylton Alves - ASCOM/ANA

 

Para mais informações: www.ana.gov.br

Please reload

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos