ANA e Arquivo Nacional dialogam para disponibilizar acervo histórico da Rede Hidrometeorológica Nacional

28/10/2016

Estação telemétrica da Rede

 

 

Foto: Raylton Alves / Banco de Imagens ANA

 

 

No dia 21 de outubro, a Agência Nacional de Águas (ANA) recebeu a visita do diretor-geral do Arquivo Nacional, José Ricardo Marques, para tratar do acervo da Rede Hidrometeorológica Nacional. O objetivo do encontro com a Secretaria Geral da ANA foi estabelecer parceria no tratamento e disseminação dos documentos da Rede que possuem valor histórico e interesse nacional (por possuírem informações e dados anteriores a 1917).

 

O acervo em questão é formado por documentação técnica remanescente do Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica (DNAEE) e da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), transferidos para a ANA após a criação da instituição. Os materiais contêm a definição de curvas de comportamento dos rios brasileiros, auxiliando nas atividades de inventário do potencial hidráulico, no desenvolvimento e na análise de projetos de usinas hidrelétricas e no planejamento do uso dos recursos hídricos para fins energéticos.

 

Por seu caráter de interesse público, o acervo precisa ser disseminado por meio de catálogos e demais instrumentos de pesquisa, além de ter sua consulta aberta aos pesquisadores, escolas e ao cidadão em geral. Para que isso aconteça, os representantes da Agência e do Arquivo Nacional discutiram a possibilidade da celebração de um acordo de cooperação técnica entre ambos os órgãos.

 

Durante o encontro, a ANA também apresentou como boa prática o Programa Papel Zero, iniciativa implantada em 2015 com objetivo de eliminar o uso de papel dentro da instituição através da utilização de documentos e processos em meio eletrônico. O diretor-geral do Arquivo Nacional também conheceu como é feita a gestão documental na Agência de modo geral.

 

Rede Hidrometeorológica Nacional

 

A Rede Hidrometeorológica Nacional da Agência possui mais de 4,5 mil estações de monitoramento, de diferentes tipos, em todo o País. Há estações fluviométricas (para nível e vazão de rios), pluviométricas (chuvas), sedimentométricas (sedimentos), entre outras.

 

Texto: Raylton Alves - ASCOM/ANA

 

Para mais informações: www.ana.gov.br

Please reload

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos