Seminário marca entrega de obras de recuperação hidroambiental em Alagoas

01/12/2016

 Ilustração

 

Seminário inicial acontece em Arapiraca

 

 

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) e a empresa GOS Florestal promoveram, na semana passada, o seminário final do projeto de recuperação hidroambiental da bacia do Alto Rio Piauí. A solenidade, realizada na Associação de Desenvolvimento Comunitário Vila de Bananeiras, município alagoano de Arapiraca, reuniu representantes do Comitê e da empresa responsável pelas intervenções voltadas para reflorestamento, preservação de nascentes e produção de água, proprietários de terras e a comunidade em geral.

 

Durante os últimos 18 meses, foram executadas na bacia hidrográfica do rio Piauí, nos municípios de Arapiraca, Junqueiro e Limoeiro de Anadia, diversas intervenções, com prioridade para onde houvesse nascentes de água. “A comunidade ficou bastante satisfeita porque depois dos trabalhos realizados na região, como proteção de árvores e de nascentes, a produção de água aumentou bastante”, explicou o engenheiro Alessandro Vanini, da empresa GOS Florestal.

 

O secretário de Meio Ambiente do município de Junqueiro, João Bosco, ressaltou a importância do trabalho. Segundo ele, a região necessita cada vez mais aumentar a oferta de água. Bosco explicou que a adutora que atende a região estava com sua capacidade no limite e que a recuperação hidroambiental realizada pelo CBHSF chegou no momento certo. Proprietários de terras atendidos pelo projeto revelaram que, após o trabalho, escolas já foram visitar a região para conhecer esse novo modelo de gestão ambiental. Além disso, alguns detentores de terras, depois de verem a qualidade dos serviços executados, demonstraram interesse em ser também atendidos.

 

O coordenador da Câmara Consultiva Regional do Baixo São Francisco, Honey Gama Oliveira, visitou as terras atendidas pelo projeto e conheceu algumas das mais de cem nascentes identificadas e recuperadas. “É um trabalho de grande importância”, resumiu. Membros da comissão encarregada de fiscalizar a execução dos projetos na região do Baixo, Antonio Jackson Borges e Rosa Cecília Lima dos Santos, alertaram para a importância da preservação daquilo que foi recuperado. “Uma árvore plantada não é apenas uma árvore. É mais água e qualidade de vida. Fundamental que os proprietários preservem”, defendeu Jackson.

 

O Piauí é o único afluente perene do Velho Chico em Alagoas, daí a importância de intervenções capazes de estimular uma maior produção de água. O projeto de recuperação hidroambiental foi executado com recursos provenientes do uso da água. Foram realizadas ações de cercamento de nascentes, adequação de estradas rurais, implantação de paliçadas e curvas de nível, construção de terraços e barraginhas, plantio de mudas nativas e ações de educação e conscientização ambiental.

 

Para mais informações: http://cbhsaofrancisco.org.br

Please reload

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos