Novo Chico: obra preserva rio e leva água tratada à comunidade em Petrolina/PE

16/01/2017

Com investimento federal de R$ 1 milhão, sistema de abastecimento beneficia 1,5 mil moradores em área rural

 

 

O Plano Novo Chico, programa lançado pelo Governo Federal para ampliar as ações de revitalização do rio São Francisco, começa a gerar seus primeiros resultados. No dia 13, na zona rural de Petrolina, em Pernambuco, foi entregue o sistema de abastecimento de água da agrovila Massangano, que além de aumentar a oferta e a qualidade hídrica da bacia, também vai melhorar a vida dos 1,5 mil moradores da região fornecendo água tratada em torneiras instaladas nas portas de suas casas. A obra contou com investimento de R$ 1 milhão do Ministério da Integração Nacional, por meio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

 

A construção do sistema de abastecimento é uma importante medida de preservação e revitalização, pois com uma rede organizada de fornecimento de água o acesso ao rio São Francisco é realizado de forma ordenada e planejada, evitando a sua degradação. A obra, que contempla 340 ligações domiciliares, é composta por um flutuante com dois conjuntos de motobombas, uma estação de tratamento, dois reservatórios - um com capacidade de 50m³ e outro com 30m³ -, adutora de água bruta e uma rede de distribuição de água tratada com 4,4 km de tubos.

 

O morador Antônio da Silva Filho conta que as antigas estruturas do bairro não comportavam mais a realidade da região, que antes era menos populosa e possuía apenas água bruta encanada. "Ficávamos praticamente sem água", afirmou.

 

O sistema será operado pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

 

Plano Novo Chico

 

O Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco - Plano Novo Chico -, lançado em agosto do ano passado, vai beneficiar direta ou indiretamente mais de 16,5 milhões de pessoas que vivem nos 505 municípios que compõem a bacia.

 

O Plano, que prevê ações para os próximos dez anos (2017-2026), é executado em cinco eixos: saneamento, controle de poluição e obras hídricas; proteção e uso de recursos naturais; economias sustentáveis; gestão e educação ambiental e planejamento e monitoramento.

 

Para tanto, estão sendo executadas ações que envolvem a proteção e a recuperação das nascentes, controle de processos erosivos e recuperação de áreas degradadas, educação ambiental e capacitação institucional, além da coleta e tratamento de resíduos sólidos, saneamento básico, infraestrutura hídrica, modernização da irrigação, apoio à produção sustentável, fiscalização ambiental integrada, unidade de conservação, dentre outras ações.

 

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Codevasf

 

Para mais informações: www.mi.gov.br

Please reload

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos