Mato Grosso do Sul cria comitê para ajudar na preservação do Pantanal

10/05/2017

Elevado á categoria de Reserva da Biosfera em 2000, o Pantanal conseguiu um revalidação do título pela UNESCO no início deste ano.  O Comitê Estadual  da Reserva da Biosfera do Pantanal de Mato Grosso do Sul surge como mais um instrumento de preservação e fiscalização do bioma.

 

 

O governo de Mato Grosso do Sul criou  o “ Comitê Estadual da Reserva da Biosfera do Pantanal de Mato Grosso do Sul (CERBPan-MS)”, como meio de oferecer ferramentas, proteção e fiscalização ao Pantanal.  Desta maneira o Estado se movimenta para que o bioma   preserve o  título de Reserva da Biosfera  (RB) designado pela Unesco.  Após uma ampla movimentação do Governo Federal e dos governos do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, esse status foi reassegurado na UNESCO, após a 23ª Reunião do Comitê Internacional de Aconselhamento das Reservas da Biosfera (IACBR 2017), realizada no início deste  ano em Paris.  

 

O status de Reserva da Biosfera  é um instrumento de conservação que favorece a descoberta de soluções para problemas como o desmatamento das florestas tropicais, a desertificação, a poluição atmosférica e o efeito estufa. O Pantanal foi designado pela Unesco como Reserva da Biosfera no ano de 2000. Entretanto, o IACBR fez sérias recomendações ao governo brasileiro sobre a implementação e  manutenção da RB Pantanal, colocando em risco a permanência do título à maior área úmida continental do planeta. Assim, o Ministério do Meio Ambiente  e os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul se uniram  para  elaboração do Plano Emergencial para a RB Pantanal, com ações de curto, médio e longo prazo.  A movimentação foi bem sucedida e culminou com o reasseguramento do título de Reserva da Biosfera. A criação do Comitê em MS faz parte também deste plano de ação.

 

Um dos mais importantes ecossistemas do Brasil e maior planície inundável do planeta, o Pantanal  abrange os estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e uma pequena parcela de Goiás, mais precisamente, o Parque Nacional de Emas, incidindo na região do Pantanal Mato-Grossense e das áreas de influência das cabeceiras dos rios que estruturam o sistema hídrico da planície pantaneira. Também se estende ao norte do Paraguai e a leste da Bolívia (onde ganha o nome de chaco boliviano).  

 

O que é uma Reserva Mundial da Biosfera?

 

Reserva Mundial da Biosfera é um status atribuído pelo Programa Homem e Biosfera da UNESCO  a certas  áreas protegidas que cobrem porções de ecossistemas terrestres ou costeiros. Para corresponder a este título, os Biomas  cumprem certos requisitos, como buscar meios de conciliar a conservação e o  uso sustentável dos elementos da biosfera, particularmente a diversidade biológica. Em 2017 são registrados  669 sítios com título de RB,  distribuídos por 120 países, incluindo 16 sítios transfronteiriços. No Brasil são sete Reservas da Biosfera no país: Mata Atlântica, Cinturão Verde de São Paulo, Cerrado, Pantanal, Caatinga, Amazônia Central e Serra do Espinhaço.

 

 

A preservação de biomas e de mananciais hídricos são assuntos que serão debatidos durante o 8º  Fórum Mundial das Águas, que acontece em Brasília, em 2018.

Please reload

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos