APRENDA A RECUPERAR UMA NASCENTE EM CINCO PASSOS

18/07/2017

 

As nascentes são fontes de água que surgem em determinados locais da superfície do solo e são facilmente encontradas no meio rural. Elas correspondem ao local onde se inicia um curso de água (rio, ribeirão, córrego), seja grande ou pequeno. As nascentes (ou mananciais) se formam quando o aquífero atinge a superfície e, consequentemente, a água armazenada no subsolo jorra (mina) na superfície do solo.

As estratégias de preservação das nascentes devem englobar pontos básicos como: controle da erosão do solo por meio de estruturas físicas e barreiras vegetais de contenção, minimização de contaminação química e biológica, e evitar, ao máximo, as perdas de água através da transpiração das plantas.

 

À água nativa ou de nascente também se dá o nome de água de pé

Com apenas 5 passos, é possível proteger uma nascente em apenas um dia. Saiba como:

 

1. IDENTIFICAR A NASCENTE:

 

Para proteger é preciso, primeiro, conhecer. Identificar a nascente, entre os três tipos existentes. A nascente de fundo de vale, também conhecida por olho d’água,  se forma nas depressões de terreno, a partir da água que vem do  lençol freático

 

A nascente de encosta pode surgir de bolsões de água no solo e tem fluxo temporário ou perene

 

A nascente de contato também nasce no lençol freático. Se forma devido a falhas geológicas, como o telhado de uma casa.

 

2. CERCAR A NASCENTE:

 

Depois de identificar, é preciso proteger a nascente. Levantar uma cerca ao redor dela, cobrindo uma área de 50 metros.   Para fazer o cercado você vai precisar de: Trena, arame, enxada, cavadeira, alavanca, martelo, óculos de proteção, soquete, prego tipo grampo, lápis de carpinteiro, botas com biqueira de aço, machado e luvas de raspa.

 

3. LIMPAR A ÁREA:

 

Para que nada bloqueie o caminho da água e para garantir a saúde da nascente, ela precisa estar limpa.  Livre de folhas, raízes, plantas invasoras e da terra que desliza de encostas e barrancos.  O roçado deve ser feito com cuidado para não prejudicar a fonte de água.

 

4. CONTROLAR A EROSÃO

 

Conservar o solo também é fundamental na proteção de uma nascente e de suas margens para evitar a erosão hídrica.  Existem diversas formas de combate à erosão. Veja as principais:

 

Melhorar a fertilidade do solo com técnicas como adubação e uso de calcário.

 

Adotar plantio em forma de contorno e terraceamento, com movimentação de porções de terra. Estas práticas promovem a recarga do aquífero que é fonte de água para as nascentes.

 

Proteger o solo com a própria vegetação da área. É o caso da recuperação de pastagens e reflorestamento. Seja em uma propriedade rural ou na cidade, uma das práticas mais eficientes no controle da erosão nas nascentes é o plantio de espécies nativas.

ASSISTA A ESTE  VÍDEO TÉCINCO:

 

A CNA disponibiliza um vídeo técnico enumerando os passos para a preservação de nascentes. Assista ao vídeo:
 

 

 

 

Please reload

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos