Quanto de xixi tem nas piscinas?

15/10/2017

Pesquisa realizada por canadenses mostrou que, em uma piscina de 830.000 litros – um terço do tamanho olímpico – havia a estimativa de 75 litros de urina.

 

Vestígio de urina foi encontrado em todas as piscinas analisadas.

Você já parou para pensar se tem urina e quanto de urina, tem em uma piscina? Provavelmente, sim. Pesquisadores canadenses decidiram analisar cientificamente um dos hábitos mais difíceis de serem rastreados: o de urinar em piscinas.  Os pesquisadores identificaram em piscinas e banheiras uma concentração de urina até 570 vezes maior do que na água da torneira.

 

No estudo publicado no periódico científico Technology, cientistas da Universidade de Alberta, no Canadá, analisaram a presença do acasula-me de potássio (ACE, na sigla em inglês), substância normalmente presente em alimentos processados e que passa inalterada pela digestão no corpo, na água de 31 piscinas e banheiras de hidromassagens no país. Os resultados mostraram que todos os ambientes analisados continham substâncias presentes na urina.

 

As banheiras de hidromassagem foram as campeãs e apresentaram volumes maiores de urina, em comparação com as piscinas. Em um hotel, por exemplo, a concentração de ACE foi três vezes maior do que na piscina com pior índice. Entretanto, em uma piscina pública de 830.000 litros – um terço do tamanho olímpico – os pesquisadores calcularam que os usuários liberaram 75 litros do líquido.

 

 “Nossa pesquisa dá evidências adicionais de que as pessoas estão realmente urinando em piscinas públicas e em banheiras de hidromassagem. Não monitoramos o número de usuários das piscinas durante estas três semanas. Então, não conseguimos estimar o número de ocasiões em que as pessoas urinaram na água. ”, disse Lindsay Black stock, líder do estudo.

 

Riscos à saúde

 

Ainda segundo a pesquisadora, o estudo ressalta a importância da higiene em piscinas e banheiras de uso coletivo. Isso porquê, embora a urina seja substancialmente um líquido estéril, ou seja, não haveria risco nenhum bebê-lo, alguns de seus componentes, como a ureia, a amônia e a creatinina, podem reagir com desinfetantes presentes na água e formar substâncias conhecidas como subprodutos de desinfecção (Mbps, na sigla em inglês), que podem causar irritações nos olhos e nas vias respiratórias, como asma.

 

Please reload

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos