Como prever e manter a qualidade da água diante das mudanças climáticas?

04/01/2019

Anna Rigosi é uma PhD italiana especializada em modelagem ecológica, gestão de qualidade da água e conservação do ecossistema. Uma das pesquisas realizadas pela cientista durante o seu programa de pós-doutorado na Austrália foi entender a relação entre as mudanças climáticas ocorridas no mundo durante as últimas décadas e os nutrientes presentes em água doce.

 

O resultado do estudo pode ajudar a prevenir problemas no abastecimento de água no futuro e garantir a saúde dos animais dependentes dos rios, lagos e demais reservatórios, pois esses nutrientes têm ligação com o controle da eflorescência de cianobactéria.

 

“Eflorescência de cianobactéria é uma floração de algas microscópicas e algumas dessas espécies podem ser tóxicas. Elas podem ser perigosas para o ecossistema, seres humanos, animais e peixes que vivem em lagos. Também estão associadas às condições de quando há muitos nutrientes e menos oxigênio na água, afetando a qualidade do recurso. Meu interesse é olhar para o que está mantendo essa eflorescência e como podermos nos prevenir e controlá-la no futuro, com o aumento das temperaturas”, explica Anna.

 

 

Segundo ela, muitas dessas cianobactérias se proliferam em ambientes mais quentes e quando a água é mais calma. Utilizando vários modelos práticos e combinando com dados enviados por outros pesquisadores do mundo, Anna conseguiu concluir que lagos limpos e com menor quantidade de nutriente serão menos impactados pela elevação da temperatura. Já aqueles com mais nutrientes serão afetados rapidamente se os termômetros subirem ainda mais.

 

Como não é possível agir sobre ou impedir um iminente aquecimento global, é necessário atuar localmente para controlar a quantidade de nutrientes tantos nos sistemas externos e internos dos reservatórios e fontes de água. Mas, isso deve ser feito de uma forma que não gere outros problemas para quem consome o recurso, como no caso de aumentar a utilização do cloro no tratamento.

Conscientização

 

Após fazer o monitoramento de um lago na região da Austrália Meridional, a cientista também percebeu que ações de 26 a 30 anos atrás são responsáveis pela elevação na quantidade de nutrientes da água atualmente. Por isso, trabalhos de conscientização com as novas gerações são importantes, pois é preciso alertá-los sobre como as ações no presente podem impactar o meio ambiente no futuro.

 

Fonte: Planeta Docol

Please reload

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos