Cirsures contribui para a gestão de recursos hídricos

23/01/2019

Em 15 anos de atuação, consórcio intermunicipal tratou 200 milhões de litros de chorume dentro dos parâmetros exigidos pela lei

 

O Comitê da Bacia do Rio Urussanga é um órgão colegiado formado por quarenta entidades e entre elas está o Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos Urbanos da Região Sul (Cirsures). Desde o início da sua operação, há 15 anos, o Cirsures contribui também na área de gestão de recursos hídricos.

 

Além de ser entidade membro e ter atuado e colaborado nas ações desenvolvidas pela diretoria e câmara técnica, o Cirsures realiza um trabalho paralelo ao do Comitê ao cuidar da gestão de resíduos sólidos urbanos dos municípios.

 

Nestes 15 anos, o aterro sanitário do Cirsures já recebeu aproximadamente 262 mil toneladas de resíduos. Oito mil toneladas de resíduos foram recicladas e encaminhadas para uma cooperativa de reciclagem. Além disso, o consórcio tratou 200 milhões de litros de chorume que foram lançados em corpos receptores dentro dos parâmetros exigidos pela lei ambiental.

 

Na última semana, o vice-presidente do Comitê da Bacia do Rio Urussanga e prefeito de Urussanga, Luis Gustavo Cancelier assumiu a presidência do Cirsures. As próximas ações do consórcio são a construção de um novo aterro sanitário, a busca por novas tecnologias para o tratamento de resíduos sólidos e a ampliação da coleta seletiva e da atuação na área de educação ambiental.

 

Com sua sede em Urussanga, o Cirsures tem como integrantes do consórcio, sete prefeituras da Região Carbonífera: Cocal do Sul, Lauro Müller, Morro da Fumaça, Urussanga, Orleans, Siderópolis e Treviso. Dar o destino correto aos resíduos sólidos dos municípios é o principal objetivo do consórcio. 

 

 Legenda: Fotos 1 e 2 da inauguração do Cirsures; foto 3 da célula atual 

 

 

Fonte: Comunicação do Comitê Rio Urussanga

 

 

Please reload

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos