MPBA promove reunião para discutir impactos do rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, no Rio São Francisco

07/02/2019

O rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho (MG), e os possíveis impactos do desastre ambiental para o Rio São Francisco foram discutidos na tarde de ontem (4), em reunião realizada pelo Ministério Público da Bahia na sede do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea).

O monitoramento da qualidade da água e as medidas de contenção da lama no Rio Paraopeba estão sendo acompanhadas de perto pelos órgãos ambientais baianos, segundo informações compartilhadas no encontro, mas, em virtude da necessidade de estudos mais conclusivos sobre os possíveis impactos para o “Velho Chico”, foi agendada uma nova reunião sobre o assunto para a próxima segunda-feira, dia 11, às 14 horas, no auditório da sede do MP, no bairro de Nazaré, em Salvador.

 

A reunião contou com a participação da promotora de Justiça Luciana Khoury, que coordena o Núcleo de Defesa da Bacia do São Francisco (Nusf), do vice-presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Maciel Oliveira, do deputado Hilton Coelho e de representantes da Secretaria de Meio Ambiente, Inema, Ibama, Defesa Civil, OAB-BA, Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), comissões pastorais da Terra e da Pesca, grupo Germen e de universidades.

 

 

Fonte: Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco

Please reload

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos