Prêmio Jovem da Água de Estocolmo

04/04/2019

Sim, ciência e pesquisa também é coisa de jovem!  O Prêmio Jovem da Água de Estocolmo, (Stockholm Junior Water Prize - SJWP), que tem a princesa Vitória da Suécia como patrona,  é direcionado a jovens inovadores que têm entre 15 e 20 anos. Os jovens brasileiros interessados em participar têm até dia 28 de abril para submeter seus projetos.

 

O SJWP busca projetos com foco ambiental, científico, social ou tecnológico, voltados para o aprimoramento da qualidade de vida a partir da melhora da qualidade da água, da gestão de recursos hídricos, da conservação dos ecossistemas e do tratamento de água. Serão aceitos projetos desenvolvidos durante o Ensino Médio e que podem oferecer soluções criativas para os desafios da água, através das mais variadas áreas, desde ciências naturais e saúde, até esportes, arte e música.

 

Antes da etapa internacional na Suécia, ocorrem as etapas nacionais em mais de 30 países. Aqui no Brasil, o SJWP é organizado de jovens para jovens através da Brazilcham Sweden. Em sua terceira edição, que está sendo patrocinada pela Xylem, pelo Instituto Iguá e pela Iguá Saneamento, os cinco projetos finalistas ganharão uma viagem para comparecer à final em São Paulo e mentorias de colaboradores experientes da Iguá Saneamento. O campeão será patrocinado para representar o Brasil em Estocolmo e concorrer ao prêmio global.

O grupo vencedor da primeira edição brasileira do SJWP foi composto pelos estudantes de Campinas Beatriz Ruscetto, Gabriel Gertrudes e Matheus Silva, autores do projeto STAC-IBR: Solução para o tratamento de água das cisternas instaladas no Brasil.​ Os jovens paulistas tiveram a oportunidade de apresentar a solução que desenvolveram na etapa de Estocolmo, em meio a estudantes de outros 32 países. Eles participaram das atividades da Semana Mundial da Água de Estocolmo, incluindo dois jantares com a família real sueca e visitas técnicas e culturais pela cidade.

 

Em 2018, a segunda edição do prêmio ocorreu em Brasília, como parte da programação do 8º Fórum Mundial da Água.​ Nessa ocasião, o SJWP foi homenageado pelo governo brasileiro  no Palácio do Planalto por sua contribuição para o país. Além disso, a diretora-presidente da Agência Nacional de Águas, Christianne Dias, recebeu a Comissão Organizadora do prêmio e os jovens finalistas. Além disso, a agência apoiou o prêmio, participando da Comissão Julgadora.

 

O estudante vencedor da etapa 2018 foi Guilherme Catharino, de São Paulo. Motivado pela crise hídrica pela qual passou sua cidade, o autor do projeto SIMECHR- Sistema de Monitoramento e Comando Hídrico Residencial, desenvolveu uma aplicação para instalações prediais, empoderando os consumidores para combaterem desperdícios.

 

Esses sucessos motivam a comissão organizadora do SJWP no Brasil a seguir encorajando o desenvolvimento de projetos inovadores nas escolas brasileiras para a resolução de problemas práticos e conflitos hídricos.

 

Para mais informações e o regulamento completo da competição, acesse https://premiojovemaguaestocolmo.confetti.events/

 

 

 

 

Please reload

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos