Gênero e Água - a participação da mulher na gestão dos recursos hídricos.

13/09/2019

 

 

Com o objetivo discutir novas perspectivas o Núcleo de Estudos Organizacionais e Sociedade (NEOS), vinculado ao Centro de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (CEPEAD), da Faculdade de Ciências Econômicas (FACE/UFMG) realizará o 2º ciclo de debates “DesConstruções” de 2019 com o tema: Gênero e Água - a participação da mulher na gestão dos recursos hídricos. 

 

O evento será realizado no dia 18 de Setembro, as 19 horas, no auditório 3 da FACE /UFMG (Av. Avenida Presidente Antônio Carlos, 6627 - Pampulha, Belo Horizonte) 

 

Contexto

A partir da pesquisa realizada no Projeto “Governança dos Recursos Hídricos no Brasil” observou-se que os Comitês de Bacias Hidrográficas no Brasil possuem uma composição predominantemente masculina, tendo em vista que o percentual dos homens (69%) é mais que o dobro das mulheres (31%). E, devido à disparidade dos números encontrados, nos vimos provocados a levantar essa discussão quanto a participação de mulheres nos arranjos de governança das águas. Entendemos que a gestão sustentável de recursos hídricos, e também do saneamento, proporciona grandes benefícios para a sociedade e a economia como um todo. Assim, faz-se necessário a inclusão de homens e mulheres, em sua diversidade, nas deliberações que devem acontecer nestes fóruns de decisões para a gestão desse recurso imprescindível à vida.

 

 

Participantes: 

 

Vera Lúcia de Miranda Guarda

Coordenou a Cátedra UNESCO: Água, mulheres e desenvolvimento de 2006 a 2018. Representa o Brasil no GT - Água e Gênero do PHI - LAC da UNESCO. Participou como representante do CONAPHI - Brasil Especialista em Empreendedorismo e Inovação. Criou e coordenou o NuCát - Núcleo da Cátedra UNESCO- água, mulheres e desenvolvimento desde a data do seu reconhecimento: Resolução CEPE- UFOP - 7420 de 16/02/2012 até 2108. Professora voluntária do Programa de Mestrado Profissional em Sustentabilidade Sócioeconômica Ambiental e Editora da Revista ALEMUR. Aposentou-se em Novembro de 2018, como professora titular da Universidade Federal de Ouro Preto.

 

Daniela Campolina Vieira 

Doutoranda (UFMG) e Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (2014), pós-graduada em Educação Ambiental pelo SENAC (2009) e graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (2007). Como educadora ambiental atuou junto a Núcleos Manuelzão e integrando a equipe do Grupo de Educação e Mobilização (GEM) do Projeto Manuelzão (projeto de extensão-UFMG). Participou da equipe de formação de professores, coordenação de ações de educação/ mobilização e produção de materiais didáticos do Projeto Mapeamento e Monitoramento Geo-Participativo de Microbacias- projeto de extensão UFMG referente ao desenvolvimento de metodologias participativas para a gestão das águas. Educadora e mobilizadora em movimentos ambientalistas como o Movimento pela Preservação da Serra do Gandarela e Movimento pelas Serras e Águas de Minas (MovSAM)

 

A mediação será realizada por Fernanda Matos: professora, pesquisadora, doutoranda em Administração, Sub-Coordenadora geral do Projeto Governança e Recursos Hídricos, financiado pela CAPES/ANA.

 

Inscreva-se, clique aqui: https://forms.gle/EYTT5hMT6DNX8yUq7

 

Evento gratuito, aberto a quaisquer interessados na temática.

Please reload

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos