Relatório atesta qualidade da água distribuída no Acre

28/02/2020

O Depasa realiza anualmente 2,2 mil análises, entre físico-químico e bacteriológico

 

 

A água tratada e distribuída no estado está dentro dos padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde. É o que atestam as análises realizadas pelo Governo do Estado, por meio dos laboratórios do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa). Conforme estabelecido pelo Decreto nº 5440 de 4 de maio de 2005, o relatório anual com o resultados das análises realizadas também é informado à população.

 

O Decreto n° 5440 estabelece definições e procedimentos sobre o controle de qualidade da água de sistemas de abastecimento e institui mecanismos e instrumentos para divulgação de informação ao consumidor sobre a qualidade da água para consumo humano.

 

Em cumprimento a essa legislação, o Depasa realiza anualmente 2,2 mil análises, entre físico-químico e bacteriológico. O resultado é anexado à conta de água e distribuído aos usuários no mês de maio de cada ano, para que o consumidor tome conhecimento da qualidade da água distribuída no decorrer do ano em todo o estado.

 

“É um procedimento importante para que o usuário tome ciência da qualidade da água que está consumindo. Além da informação mensal que ele recebe na conta, há o relatório anual que todos os anos também entregamos junto com a conta de água”, destaca o diretor-presidente em exercício do Depasa, Enoque Pereira.

Resultado das análises

 

Ainda em atendimento à legislação, o resultado das análises mensais realizadas em todos os sistemas de abastecimento de água do Depasa é repassado aos órgãos de vigilância sanitária e ambiental na capital e interior. O resultado das análises mensais das amostras também é informado ao usuário na conta de água.

 

“No verso da conta de água tem todo o resultado das análises mensais de toda a água distribuída”, informa Filogônio Ribeiro, chefe da Divisão de Controle da Qualidade da Água e Operações do Depasa.

 

Para melhor controle da qualidade são feitas análises de amostras no reservatório e na rede. Os testes verificam nível de pH (que identifica se a água é ácida, neutra ou alcalina), turbidez (que reflete o grau de transparência), cor aparente (que mede o grau de coloração), cloro residual (utilizado no processo de desinfecção, que tem a função de eliminar agentes patogênicos causadores de doenças, tais como microrganismos), além dos parâmetros microbiológicos que avaliam a presença de coliformes totais e fecais, que indicam a existência de bactérias nocivas ou não no processo final de tratamento. Tudo dentro dos padrões exigidos pela legislação.

 

O cuidado com a qualidade da água envolve ações que vão desde a limpeza e manutenção das estações e reservatórios, bem como monitoramento e reparo de vazamentos que podem alterar a qualidade da água tratada e distribuída aos usuários do Depasa.

 

Fonte: Contilnet.

Please reload

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos