Inscrições para curtas sobre “água” são prorrogadas

10/10/2017

 

Em um mundo cada vez mais conectado e tecnológico, gravar vídeos para postar nas redes sociais representa a rotina de muitas pessoas. A rapidez na produção, facilitada pelo uso do celular, faz parte da proposta do Filmambiente Festival na categoria “A Voz dos Cidadãos”. A ideia é que qualquer pessoa possa encaminhar filmes de até quatro minutos com experiências envolvendo a temática “água”. Ainda há tempo de participar, pois as inscrições foram prorrogadas até 3 de dezembro.

Cidadãos de qualquer lugar do mundo, especialmente jovens, mulheres, indígenas ou povos tradicionais, podem enviar experiências de compartilhamento da água, boas práticas, novas ideias, soluções encontradas, problemas resolvidos, e outras questões relacionadas à água ou à falta dela. Acesse aqui a ficha de inscrição. Caso o filme não seja em Português ou Inglês, é preciso haver legendas em um desses idiomas.

Para auxiliar na produção dos vídeos caseiros, a organização do Festival produziu um manual de filmagem em formato PDF, que está disponível em português e em inglês. “É uma publicação básica, rápida e simples, com dicas do mínimo necessário para se filmar”, alertou Suzana. Caso o filme não seja em Português ou Inglês, é preciso haver legendas em um destes idiomas.

Os filmes selecionados serão exibidos antes das sessões temáticas programadas para o 8º Fórum Mundial da Água. Até o momento, estão previstas cerca de 200 para o evento. Para a organizadora e curadora do Festival, Suzana Amado, é importante que os filmes inscritos levem as experiências e vivências do cidadão comum para o Fórum Mundial. “Queremos selecionar em torno de 100 filmes”, anunciou.

O júri internacional vai selecionar as cinco melhores produções, que ganharão um prêmio de US$ 400 dólares, cada. As premiações ocorrerão durante o 8º Fórum Mundial da Água, que acontece entre 18 e 23 de março, em Brasília.

Green Film Festival


A categoria profissional do Green Film Festival teve as inscrições encerradas no início de outubro. Foram enviados aproximadamente 1.000 longas e curtas, de mais de 40 países. “Temos muito filme do Irã, Estados Unidos, Turquia, Brasil, Itália e Índia, por exemplo, mas também do Cazaquistão, Camarões, Dinamarca, Jordânia etc.”, adiantou Suzana. “Tem bastante curta de animação de Taiwan, da Índia, de Israel e do Irã”, exemplificou.

Pela primeira vez em sete edições, o evento abordou uma temática única para todas as produções cinematográficas: água. “Dentro desse universo, escolhemos os melhores filmes”, pontua Suzana Amado. Outro aspecto que chamou atenção da curadora foi a qualidade dos filmes brasileiros. “Fiquei impressionada. De modo geral, tive dificuldade em selecionar produção nacional nas edições anteriores. Dessa vez tem muito filme bom”, elogiou.

De acordo com Suzana, os documentários abordam questões variadas, como a transexualidade, a situação dos refugiados, dos indígenas e o papel das mulheres, tendo como pano de fundo a conservação e o uso da água. “Há filmes de militância e poéticos. Todos com personagens pelos quais você se apaixona. As histórias são interessantes”, conta.

Suzana revela, ainda, que aspectos territoriais também foram lembrados nas produções. São histórias que falam de pessoas que saíram de suas cidades de origem em busca oportunidades em países desenvolvidos e resolveram voltar à terra natal para encontrar soluções para os problemas da água. “Também tem filmes que falam sobre a questão do mar. A gente fala da água, mas dificilmente pensa nos oceanos. Se a vida marinha acabar, acaba a vida na Terra. Temos filmes lindos, inclusive um brasileiro”, destacou. 

Um júri internacional vai escolher o melhor longa-metragem, que receberá US$ 3 mil dólares, e o melhor curta, com US$ 1 mil dólares. Já o público vai escolher os melhores longas e curtas-metragens, que levarão US$ 2 mil e US$ 800 dólares, respectivamente. As premiações ocorrerão durante o 8º Fórum Mundial.

A seleção oficial para o Green Film Festival será anunciada em novembro. Serão 12 longas e aproximadamente 30 curtas para serem exibidos em salas de cinema especiais montadas dentro da Vila Cidadã, em três horários diários, de 19 a 22 de março.

 

Fonte: Assessoria de comunicação do 8º Fórum Mundial da Água

 

 

 

 

Tags:

Please reload

Design & Marketing

Criatividade Coletiva - Inteligência de Marketing para Eventos