Sumário da água

Blog da REBOB

ABRhidro no contexto de gênero, boa governança e gestão da água


Synara Aparecida Olendzki Broch

Gênero se refere a um sistema de papéis e relações entre mulheres e homens determinado pelo contexto social, cultural, político e econômico em diferentes culturas. São determinantes sociais e não biológicas, como as que distinguem machos e fêmeas da espécie humana (GWA, 2003). No gerenciamento dos recursos hídricos, os impactos recorrentemente são diferentes para homens e mulheres e, em situações de crises hídricas mulheres, idosos/as e crianças são os mais afetados.

A Associação Brasileira de Recursos Hídricos – ABRhidro é uma associação profissional, sem fins lucrativos, que desde a sua fundação em 1º de outubro de 1977 é composta por homens e mulheres que acompanham e participam do despertar da sociedade brasileira em relação aos recursos hídricos. Congrega estudantes, profissionais e instituições ligadas aos recursos hídricos com o objetivo de avançar no planejamento e na gestão hídrica, na pesquisa científica e no apoio ao ensino técnico e universitário.

Ao primar pela defesa da Ciência, da Técnica e da boa governança para a Gestão de Recursos Hídricos, a atuação da ABRhidro sempre esteve em consonância com os resultados das Conferências e experiências internacionais e nacionais para o trato das questões hídricas no que se refere a uma abordagem integradora dos vários aspectos que interferem no uso dos recursos hídricos, à participação da sociedade, usuários, gestores e políticos em todos os níveis no processo de tomada de decisão hídrica, ao reconhecimento do valor econômico da água e à importância das mulheres no fornecimento, gestão e proteção da água. Tem propósitos claros e consonantes a efetividade das metas expressas pelos ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) como ponto crucial da gestão de recursos hídricos.

Por meio da atuação de seus associados e associadas, a ABRhidro colabora com a formulação das Políticas de Recursos Hídricos e participa do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, no Conselho Nacional de Recursos Hídricos e em suas Câmaras Técnicas, em Conselhos Estaduais de Recursos Hídricos e em diversos Comitês de Bacias Hidrográficas como representante do setor técnico e acadêmico.

Apesar da Lei Federal 9.433/97, que estabelece a Política de Recursos Hídricos do Brasil não expressar o tema de gênero e sua equidade em seu texto legal, é consenso a busca por mudanças para um melhor convívio entre homens e mulheres para o estabelecimento de nova ordem social mais justa, menos violenta e solidária. As mulheres representam mais da metade da força de trabalho agrícola mundial e sabem administrar os recursos domésticos de alimento, água e energia. Além disso, remover os obstáculos ao exercício do poder econômico e político das mulheres é também uma das formas de por fim à pobreza.

Nos 43 anos de existência, a ABRhidro primou pelo reconhecimento de seus associados(as) e por este motivo foi liderada por mulheres profissionais competentes e com atuação reconhecida na área de recursos hídricos.

Publica livros técnicos e periódicos - a RBRH (Revista Brasileira de Recursos Hídricos) e a REGA (Revista de Gestão de Água da América Latina) - e realiza vários eventos e simpósios técnicos e científicos com abrangência regional, nacional e internacional. Tais eventos são de grande expressão e se constituem em arena para esclarecimentos de questões concernentes à Agenda da Água e representam um canal de conexão e apropriação do conhecimento nas diferentes dimensões e instâncias dos cuidados com a água, que inclui a temática de água e gênero.

A conscientização do uso da água não aumentará a disponibilidade hídrica, contudo é essencial a reponsabilidade da humanidade com relação à sustentabilidade e ao futuro deste recurso. Com isso, promover a equidade de gênero em todas as atividades sociais e da economia são garantias para o efetivo fortalecimento das economias, o impulsionamento dos negócios, a melhoria da qualidade de vida de mulheres, homens e crianças, e para o desenvolvimento sustentável.

Recentemente, no ano de 2020, em parceria com a BPW (Business Professional Women) Brasil e América Latina, a ABRhidro participou da formação da primeira turma do “Projeto Água na Academia” que tem por objetivo promover mulheres a Embaixadoras da Água por meio de um processo formativo que impulsiona a inserção de pessoas atuantes em ações cidadãs, com resultados imediatos para o consumo sustentável de água e preservação de matas ciliares que protegem rios, lagos e outros corpos d’água, com vistas a fortalecer a conscientização ecológica de mulheres, crianças e jovens quanto aos cuidados e responsabilidades com a água, a proteção ambiental e a gestão integrada de recursos hídricos.

A gestão sustentável dos recursos hídricos e a igualdade do gênero são interdependentes, bem como a água que conecta países, pessoas, instituições, culturas, a ciência, a tecnologia e a inovação, o público e o privado. A água provê a vida e a qualidade de vida, conecta a saúde pública e ambiental, e os diferentes setores que utilizam a água. A água conecta tudo! O respeito a água nos conecta à essência da vida, à grande mãe Terra, às mulheres e suas interseccionalidades de classe, raça, etnia nas decisões dos caminhos hídricos que sustentam a vida.

Venha fazer parte da ABRhidro!

23 visualizações