top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

ANA aborda gestão de recursos hídricos no Brasil em reunião na ONU

ANA aborda gestão de recursos hídricos no Brasil em reunião da Plataforma Ação pela Água e Oceano do Pacto Global da ONU


Diretora-presidente da ANA, Veronica Rios, discursa durante o evento - Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira, 6 de março, em São Paulo, a diretora-presidente da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA), Veronica Rios, representou a instituição na 1ª reunião da Plataforma Ação pela Água e Oceano do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). Durante o encontro a diretora-presidente fez uma apresentação sobre a gestão dos recursos hídricos no Brasil e as estratégias de 2023 e para a Conferência da ONU sobre Água 2023, que acontecerá em Nova Iorque, Estados Unidos, de 22 a 24 de março.


Veronica Rios iniciou sua palestra abordando o contexto nacional da gestão de recursos hídricos no Brasil, que possui 12% da água doce do planeta. A diretora-presidente falou, ainda, sobre as mais de 23 mil estações de monitoramento dos rios e chuvas, que integram a Rede Hidrometeorológica Nacional (RHN). Além disso, a dirigente apresentou o contexto nacional dos usos que demandam água no País, sendo o principal deles a irrigação, e o balanço hídrico em todas as regiões brasileiras.


Outro ponto tratado pela diretora-presidente foi a mudança da mentalidade dos brasileiros, que estão deixando de ver a água como um recurso abundante o qual não requer cuidado e têm passado a perceber que a falta de cuidado com a água tem levado a situações de escassez. A dirigente também abordou sistemas de informação e monitoramento, estudos, análises e planos produzidos pela ANA.


O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável nº 6 (ODS 6), com foco na água potável e no saneamento básico, foi outro tema abordado, sendo que a diretora-presidente da ANA falou a respeito da universalização do saneamento básico e o compromisso do Brasil nesse sentido. A dirigente apresentou, ainda, como se dará a participação da Agência durante a Conferência da ONU sobre Água 2023.


Na questão regulatória, Veronica Rios falou sobre a outorga de direito de uso de recursos hídricos. Acerca do tema, a dirigente destacou o Projeto Outorga 4.0, que busca automatizar a emissão de outorgas, e o Projeto REGLA Nacional, o qual visa a integrar automaticamente as bases de dados de outorgas nacionais e estaduais. Além disso, a diretora-presidente destacou o trabalho de fiscalização realizado pela Agência quanto ao cumprimento das outorgas.


Ainda em termos de regulação, Veronica explicou como está o andamento da edição de normas de referência para o setor de saneamento básico e o quadro do planejamento da Agenda Regulatória 2022-2024.


O Monitor de Secas, que acompanha a situação do fenômeno em 24 das 27 unidades da Federação atualmente, e o Programa Produtor de Água, que incentiva ações de conservação de água e solo, por meio do pagamento por serviços ambientais (PSA), foram outros temas tratados pela diretora-presidente.


Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM) Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) (61) 2109-5129/5495/5103

Fonte: Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)

15 visualizações

Comments


bottom of page