top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

Dia do Rio é marcado com plantio de 100 mil mudas nas margens das bacias hidrográficas



As espécies escolhidas para esse projeto são consideradas raras ou ameaçadas de extinção, como Cedro Rosa (Cedrela fissilis), Palmito Jussara (Euterpe edulis), Imbuia (Ocotea porosa) e Canela sassafrás (Ocotea odorífera).

O Dia do Rio, comemorado nesta quinta-feira (24), ficará marcado por ações em todo o Paraná. Uma delas é o plantio de mudas de espécies ameaçadas de extinção nas margens dos rios, que começou no início da semana. Ele é promovido pelos escritórios regionais do Instituto Água e Terra (IAT) em diversas cidades, por meio do programa Paraná Mais Verde.


A expectativa é reflorestar uma área aproximada de 250 hectares com o plantio de mais de 100 mil mudas. As espécies escolhidas para esse projeto são consideradas raras ou ameaçadas de extinção, como Cedro Rosa (Cedrela fissilis), Palmito Jussara (Euterpe edulis), Imbuia (Ocotea porosa) e Canela sassafrás (Ocotea odorífera).


Os escritórios regionais também organizaram mutirões de limpeza com o objetivo de promover a conscientização da população. Os plantios contam com a participação de parceiros e colaboradores, como prefeituras municipais, empresas, clubes e escolas.


“Queremos contribuir para uma melhoria da qualidade da água dos nossos rios e nada melhor que árvores nativas para isso. São espécies que ajudam a preservar nossas nascentes e que foram selecionadas especialmente para cada região, respeitando a característica de cada uma para que a planta consiga se desenvolver corretamente”, explicou o diretor de Políticas Ambientais da Sedest, Rafael Andreguetto.


Desde 2019 já foram mais de 7 milhões de mudas de árvores nativas distribuídas pelos 19 viveiros florestais do IAT. Eles têm a capacidade de produzir cerca de 3 milhões de mudas nativas ao ano, de 100 espécies da flora nativa.

Essa ação contribui com a política de reflorestamento que o Estado do Paraná já vem desenvolvendo desde 2019, com a criação do Programa Paraná Mais Verde, que é instituído e aprovado por lei. Nosso objetivo é promover a conscientização das pessoas para a importância das árvores nas nossas vidas, especialmente o papel delas na proteção dos rios, garantindo boa qualidade das águas”, completou o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Everton Souza.

SEMANA DO RIO – O dia 24 de novembro foi instituído como o Dia do Rio com a finalidade de conscientizar as pessoas quanto à preocupação com a escassez da água e incentivar a preservação e proteção dos recursos naturais. No Paraná, além do plantio de mudas raras e ameaçadas de extinção, o IAT promoveu, durante toda a semana, atividades com a população sobre utilização dos recursos hídricos.


Entre elas estiveram a realização de atividades em campo para proteção de nascentes com solocimento, e lives e encontro com produtores rurais. “Para cuidar dos rios, é importante falar sobre eles, especialmente em uma data que chama atenção para isso. É fundamental falar com quem atua na linha de frente, produzindo e utilizando os recursos hídricos, para conseguirmos atingir o objetivo de desenvolvimento do Estado com sustentabilidade”, afirmou o diretor de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos do IAT, José Luiz Scroccaro.





Fonte: Instituto Água e Terra

10 visualizações
bottom of page