Sumário da água

Blog da REBOB

Águas subterrâneas: tornando o invisível visível


Escrito por Bruna Soldera (Instituto Água Sustentável IAS)


Em comemoração ao Dia Mundial da Água de 2022 o Instituto Água Sustentável irá promover um mês cheio de água subterrânea! Teremos entrevistas com especialistas, curiosidades, notícias, vídeos com participação de crianças para falar desse recurso essencial à vida e que muitas vezes é invisível. Quer saber mais e não perder nada? 98% da água doce disponível no planeta é água subterrânea, a água que fica armazenada em aquíferos abaixo dos nossos pés, e por isso temos que torná-las visíveis para além de especialistas, ou seja, para comunidade que dela se beneficia.

Com o objetivo de trazer esse tema para as mídias e assim transmitir informações de forma acessível haverá uma série de eventos ao longo de 2022, em especial no mês de março que se comemora o Dia Mundial da água, como por exemplo a Unesco terá como tema “Groundwater: making the invisible, visible” (em português – Águas Subterrâneas: fazendo o invisível visível). Além disso, a segunda edição do evento promovido pelo Groundwater Project e Instituto Água Sustentável, cujo tema é “Making Groundwater Visible” trará ao público uma série de palestras e mesas de discussão sobre a relação de comunidades ao redor do mundo com as águas subterrâneas.

Tornando o invisível visível

Temos visto frequentemente notícias sobre crise hídrica, ocorrência de fenômenos extremos: longos períodos de secas e enchentes e inundações históricas devido às chuvas intensas. Porém, pouco se fala sobre as águas subterrâneas, um recurso importantíssimo para manutenção da vida e ecossistemas.

A água subterrânea é fonte de água potável para quase 50% da população global (IGRAC 2018); aproximadamente 70% da produção global de alimentos depende da água subterrânea, qualquer pessoa no planeta come algum alimento irrigado por água subterrânea; rebaixamento do terreno devido a excessiva explotação de água subterrânea pode afetar 1,6 bilhão de pessoas até 2040 (Wired Magazine, 2021, Science Magazine, 2021). Estes dados precisam se tornar mais conhecidos para além de especialistas, é importante divulgar informação, pois só se pode preservar o que se conhece.

Gostaríamos de tornar as águas subterrâneas visíveis através de histórias positivas, de como ela tem impactado a vida de diversas pessoas ao redor do mundo e os exemplos são inúmeros e trouxemos alguns que merecem ser conhecidos!

- Projeto Rio Doce: desenvolvido na região Nordeste e no Norte do Estado de Minas Gerais no Brasil. Considerando que cerca de 70% dos poços do semiárido brasileiro possuem água salgada ou salobra, e que a água subterrânea muitas vezes é a única fonte disponível para as comunidades, o governo brasileiro criou este projeto sustentável para fornecer fontes alternativas de abastecimento para a população da região semi-árida.

O projeto é baseado na dessalinização de águas subterrâneas. Um projeto que tem ajudado muitas pessoas em áreas de extrema escassez de água. - Recarga Gerenciada de Aquíferos (Managed Aquifer Recharge - MAR): protegendo comunidades da intrusão salina de águas subterrâneas em áreas costeiras de Bangladesh: cerca de 20 milhões de pessoas estão expostas às ameaças do aumento da intrusão de água salgada nas fontes de água superficiais e subterrâneas. Para mitigar o problema, o UNICEF e parceiros implementaram MAR, “cada sistema MAR pode atender centenas de pessoas e pode ser mantido pelas próprias comunidades com apoio externo periódico” (UNICEF, 2018).

Esse trabalho está ajudando o abastecimento de água de diversas pessoas. - Construção de poços de água subterrânea na Venezuela: De acordo com o Instituto de Investigaciones Económicas y Sociales (IIES), em 2020, 77% dos venezuelanos tinham acesso a aquedutos, embora 12% tivessem acesso à água por caminhão pipa, 3% captavam água de torneiras públicas e 9% recuperaram água de poços. "Apenas uma em cada quatro casas têm abastecimento contínuo de água, enquanto a maioria (59%) só consegue água em determinados dias da semana. Enquanto isso, os 15% restantes só conseguem água uma vez por mês" (Borgen Project, 2021). As comunidades urbanas e rurais decidiram resolver esse problema elas mesmas. Isso levou as áreas urbanas a contratar empresas privadas para realizar estudos geológicos e encontrar reservatórios de água subterrâneos. Além desse esforço, os governos locais também estão tentando encontrar uma solução para esse problema. Na verdade, alguns assumiram o custo total da construção dos poços de água.

Os venezuelanos estão dispostos a enfrentar o problema e buscar soluções e com isso tornam visíveis as águas subterrâneas! Fonte: Instituto Água Sustentável IAS Viu como tornar as águas subterrâneas tão importantes? O mundo precisa de água, de água subterrânea!

Conheça nossas páginas para ficar por dentro de tudo sobre as águas subterrâneas: Mês Especial Águas Subterrâneas: https://materiais.aguasustentavel.org.br/mes-da-agua-ias-aguas-subterraneas II Making Groundwater Visible: https://materiais.aguasustentavel.org.br/making-groundwater-visible-ii Photobook: águas subterrâneas, histórias invisíveis: https://www.groundwatervisible.org Curso de Especialização EAD em Gestão de Recursos Hídricos: https://bit.ly/especializaçãogrh Fonte: IGRAC 2018: https://www.un-igrac.org/stories Ministério do Desenvolvimento Regional: https://www.gov.br/mdr/pt-br/assuntos/seguranca-hidrica/programa-agua-doce/programa-agua-doce-1 The Borgen Project: https://borgenproject.org/groundwater-wells-in-venezuela/ Unicef, 2018: https://www.google.com/url?q=https://www.unicef.org/media/91391/file/Managed-Aquifer-Recharge-Protecting-Communities-from-Saline-Intrusion-of-Groundwater-in-Costal-Areas-of-Bangladesh.pdf&sa=D&source=docs&ust=1646241597530333&usg=AOvVaw2HwUaeEuEqckv5rf3pdR1H Wired Magazine, 2021:https://www.wired.com/story/the-ongoing-collapse-of-the-worlds-aquifers/

13 visualizações