Sumário da água

Blog da REBOB

ANA faz balanço sobre as águas do Brasil e debate segurança hídrica em evento no Dia Mundial da Água


Diretoria Colegiada da ANA na abertura do evento - Foto: Jonilton Lima / Banco de Imagens ANA
Diretoria Colegiada da ANA na abertura do evento - Foto: Jonilton Lima / Banco de Imagens ANA

Nesta terça-feira, 22 de março, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) apresentou informações sobre a gestão de recursos hídricos, a situação das águas do País e o acesso aos serviços de saneamento durante o evento de Celebração ao Dia Mundial da Água. O encontro aconteceu no Auditório Flávio Terrra Barth, na sede da instituição, em Brasília, e contou com a presença de toda a Diretoria Colegiada da ANA, dos servidores da instituição e convidados; que puderam debater a temática transversal da segurança hídrica.


O diretor-presidente interino da ANA, Vitor Saback, destacou a atuação do órgão em prol da segurança hídrica do Brasil na abertura do encontro. “Ao longo de seus 22 anos de existência, a Agência tornou-se uma referência nacional para a gestão de recursos hídricos, conciliar os usos múltiplos, gerenciar conflitos [pelo uso da água], minimizar os impactos de cheias secas e cheias e, assim, buscar assegurar a disponibilidade de água à atual e às futuras gerações”, afirmou.


Saback também enalteceu o trabalho realizado pelos servidores da ANA para que a instituição consiga cumprir as missões de garantir a segurança hídrica para o desenvolvimento sustentável do Brasil e de contribuir para a universalização dos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgotos no Brasil. “Eu gostaria de deixar, aqui, o registro especial de quão especiais são os servidores da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico. Agradeço a todos pelo empenho”, destacou.


Em seu discurso o diretor interino Patrick Thomas também abordou o papel dos servidores da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico para que a instituição alcançasse resultados e reconhecimento desde sua criação em 2000. “A ANA, nesses 22 anos, se consolidou como uma entidade que é uma referência técnica tanto na área de recursos hídricos quanto fora do governo federal. Onde quer que a gente vá, a ANA é considerada uma referência de excelência técnica. Essa é uma conquista dessa agência graças aos seus dirigentes e, principalmente, à capacidade técnica do seu quadro de servidores”, pontuou.


Para o diretor interino Rogério Menescal, a decisão de focalizar a temática da segurança hídrica de forma transversal em suas atividades e em seu planejamento foi uma decisão acertada. “A ANA foi muito feliz ao inserir a segurança hídrica em sua missão e em todas suas ações e trabalhos”, disse. Já o diretor interino Luis André Muniz homenageou os servidores e colaboradores da instituição que faleceram durante a pandemia da COVID-19.


O superintendente de Recursos Hídricos e Saneamento da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás, Marco Neves, fez uma apresentação do projeto de adoção do Sistema Federal de Regulação de Uso (REGLA). Também aconteceu o lançamento da agenda de capacitação da ANA sobre a temática de águas subterrâneas em complemento ao Relatório Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento dos Recursos Hídricos 2022: Águas Subterrâneas – Tornar Visível o Invisível.


Outra apresentação realizada teve como foco a publicação Construindo a Resiliência da Água no Brasil em celebração aos dez anos da parceria entre a ANA e a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em temas sobre os recursos hídricos brasileiros.


Outro assunto discutido foi a Missão Aquae e a importância dos dados de satélite para o Brasil. Tal iniciativa do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) prevê o lançamento de satélites voltados ao monitoramento de recursos hídricos e o desenvolvimento de aplicações relacionadas ao tema. Nesse projeto a ANA deverá colaborar com a identificação e o desenvolvimento de funcionalidades que auxiliem em suas atividades para a gestão das águas brasileiras.


Durante o evento também ocorreu a apresentação do relatório Conjuntura dos Recursos Hídricos no Brasil 2021, que traz o panorama atualizado das águas do País. Além disso, foi compartilhado um informe sobre o lançamento da 2ª edição do relatório ODS 6 no Brasil – Visão da ANA sobre os Indicadores, que acontecerá no 9º Fórum Mundial da Água, maior evento global sobre o tema e que vai até 26 de março na capital de Senegal, Dacar.


Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM) Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) (61) 2109-5129/5495/5103 www.gov.br/ana | Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | LinkedIn

1 visualização