top of page
Sumário da água

Blog da REBOB

ANA participa do lançamento de projeto para preservação de mananciais no Sistema Cantareira


Sistema Cantareira (SP)

Representada pela diretora-presidente, Veronica Rios, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) participou do lançamento do Projeto Cantareira PCJ, em Piracaia (SP), nesta quinta-feira, 26 de janeiro. Essa iniciativa investirá pelo menos R$ 8,75 milhões até 2027 em ações de proteção de mananciais na região do Sistema Cantareira, que é o principal manancial para o abastecimento da Região Metropolitana de São Paulo.

Os recursos serão da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP), que capta as águas do Cantareira para abastecimento da capital paulista como cumprimento de medidas condicionantes da outorga para essa captação, definidas em conjunto pela ANA e pelo Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo (DAEE), por meio das resoluções conjuntas ANA/DAEE nº 926/2017 e nº 925/2017.

Para a diretora-presidente da ANA, a articulação do órgão com o DAEE, a SABESP e a Agência das Bacias PCJ – que administrará os recursos do Projeto – é fundamental para a melhora nas condições da preservação da água e do solo do Sistema Cantareira e da própria bacia hidrográfica dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ).

Sistema Cantareira (SP) Sistema Cantareira (SP) Diretora-presidente da ANA, Veronica Rios, discursa durante lançamento do Projeto Cantareira PCJ Diretora-presidente da ANA, Veronica Rios, discursa durante lançamento do Projeto Cantareira PCJ Evento de lançamento do Projeto Cantareira PCJ Evento de lançamento do Projeto Cantareira PCJ Diretora-presidente da ANA (à dir.), Veronica Rios, participa do lançamento do Projeto Cantareira PCJ Diretora-presidente da ANA (à dir.), Veronica Rios, participa do lançamento do Projeto Cantareira PCJ

“Hoje temos uma situação relativamente confortável e isso se deve em grande medida por uma relação muito estreita e muito próxima entre a ANA, DAEE, SABESP e Agência das Bacias PCJ. É uma bela oportunidade estar assinando esse compromisso da SABESP com os municípios da região em prol da preservação de mananciais e estímulo à prática de conservação de água e solo, que garantam maior infiltração da água no solo", afirmou Veronica.

A gestão do Sistema Cantareira é de responsabilidade da ANA e do DAEE. Apesar de o Sistema estar localizado integralmente em território paulista, recebe água de uma bacia hidrográfica de gestão federal: a bacia dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (bacias PCJ). A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico e o DAEE fazem o acompanhamento do manancial por meio dos dados de níveis da água, vazão e volume armazenado.

Evento de lançamento do Projeto Cantareira PCJ


Além disso, a ANA e o DAEE definem as normas e regras que determinam a operação do Sistema, que é formado por cinco reservatórios: Jaguari, Jacareí, Cachoeira, Atibainha e Paiva Castro. Os quatro primeiros ficam nas bacias PCJ e o Paiva Castro está na bacia do Alto Tietê. Suas águas são conectadas por túneis subterrâneos e canais, formando o Sistema Equivalente do Cantareira com volume útil total de 981,56 bilhões de litros.

Nesta sexta-feira, 27 de janeiro, o Sistema Cantareira estava com 51,1% de seu volume útil total e atualmente opera na faixa de Atenção, que ocorre quando o manancial está com um armazenamento entre 40% e 60% no último dia do mês anterior. Com isso, a SABESP pode captar até 31 metros cúbicos por segundo atualmente para o abastecimento da Região Metropolitana de São Paulo.

Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM) Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) (61) 2109-5129/5495/5103


Fonte: Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA)

27 visualizações

Opmerkingen


bottom of page