Sumário da água

Blog da REBOB

Consulta pública sobre revisão e atualização das tarifas de serviços de adução de água bruta do PISF

ANA recebe sugestões da sociedade até início de abril em consulta pública sobre revisão e atualização das tarifas de serviços de adução de água bruta do PISF



Está em andamento a Consulta Pública nº 03/2022 para receber sugestões da sociedade para o normativo que aborda a revisão e a atualização tarifária para o Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF), critérios de rateio de custos entre os estados receptores das águas do empreendimento e alterações da Resolução ANA nº 2.333/2017. As sugestões poderão ser enviadas até as 18h de 1º de abril, por meio do Sistema de Participação Social nas Decisões da ANA.


A Consulta Pública nº 03/2022 é voltada para representantes dos estados receptores da água e pagadores pela prestação do serviço de adução de água bruta – Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte –, inclusive operadoras estaduais. Também é uma oportunidade para manifestação por parte da operadora federal do PISF, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF), e do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).


Os interessados no tema terão acesso ao Relatório de Análise do Impacto Regulatório (AIR) sobre a revisão e atualização tarifária para o PISF como material de apoio. Esse documento contém critérios de rateio de custos entre os estados receptores, conforme o previsto no Eixo Temático 3 – Regulação de Serviços da Agenda Regulatória da ANA presente na vigente Resolução ANA nº 105/2021. No Sistema de Participação Social também estão disponíveis a minuta de resolução sobre o tema e a Resolução nº 2.333/2017.


Para mais informações, envie e-mail para maristela.barbosa@ana.gov.br.


PISF


O objetivo do PISF é levar água do rio São Francisco a 12 milhões de pessoas em 390 municípios no Ceará, na Paraíba, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte, estados historicamente vulneráveis à seca. O Projeto também visa a beneficiar 294 comunidades rurais às margens dos canais. O empreendimento abrange a construção de 13 aquedutos, nove estações de bombeamento, 28 reservatórios, quatro túneis, nove subestações de energia elétrica em alta tensão e 270 quilômetros de linhas de transmissão. O Eixo Leste passa por Pernambuco e Paraíba, enquanto o Eixo Norte pode atender municípios de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.


No Eixo Norte, as obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco passam pelos seguintes municípios: Cabrobó, Salgueiro, Terra Nova e Verdejante, em Pernambuco; Penaforte, Jati, Brejo Santo, Mauriti e Barro, no Ceará; São José de Piranhas, Monte Horebe e Cajazeiras, na Paraíba. Já no Eixo Leste, o empreendimento atravessa os municípios pernambucanos de Floresta, Custódia, Betânia e Sertânia; e a cidade paraibana de Monteiro.


Assessoria Especial de Comunicação Social (ASCOM) Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) (61) 2109-5129/5495/5103 www.gov.br/ana | Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | LinkedIn

0 visualização