Sumário da água

Blog da REBOB

Crônicas sobre Cineclube ambiental – Parte II:

Como construir, reunir um cineclube com amigos ou colegas de uma causa?


Autora: Vânia Velloso



Aqui estou eu de novo. Com o desafio de escrever um texto que pode ser longo ou curto! Com tantas coisas incríveis, hoje, sobre mudanças do clima e sustentabilidade, eu fico me questionando se mais um texto vai ser interessante, instigante ou pelo menos divertido?


Eu sempre fiz isso de ler ou ver partes de filmes ou séries. Comprava para ler um livro enorme só por um ou dois capítulos, e passei a fazer com a sétima arte sem qualquer obrigação de assistir tudo! Sabe quando você vai naquela cena inesquecível que mudou seu jeito de olhar o cinema ou mudou seu jeito de ser na vida? E você fica sem respiração... Já aconteceu com você esta sensação em filmes? Nem que seja um pouquinho. E você, só se dá conta que mudou algo, tempos depois... O cinema, como todas as artes faz isso dentro da gente. Mesmo para as pessoas mais reativas, desligadas ou que pouco frequentam o escurinho das salas.


Eu sou da geração dos filmes-cabeça, dos musicais e dos romances épicos. Frequentei o Paissandu, Cinemas do Centro, Cinema Um da Prado Junior com todos tipos mais diversos e “odaras” do Rio de Janeiro do underground. E com uso, tempo e estudo, você vai se apropriando da linguagem do cinema. E os diretores, produtores roteiristas, bem como intelectuais e artistas de todas as cores iam para conversar o que era óbvio e sobre as entrelinhas dos complexos roteiros. Bons tempos de fato e, daí, enlouqueci pelo cinema! Para mim, filme é como A Condição Humana da Hanna Arendt.

Posso afirmar que quase, quase tudo sobre o homem - seu jeito e ser estar no mundo a natureza e os territórios transformados, já foram abordados no cinema! Os cineclubes eram nas casas, nas escolas e nos museus. Tinha cursos de cinema e fotografia associados e depois, passavam filmes e debates que varavam a noite. Eu vi um bem nova, antes de entrar como habituée no MAM- RJ, que chamava: Um dia, um gato. Um filme de 1963, do Voltech Jasny, da antiga Checoslováquia em que o gato - ao tirar os óculos - coloria os indivíduos de acordo com os sentimentos e as personalidades. Uma película, entre outras, que me fez de vez enlouquecer por um roteiro inteligente.


Minhas amigas e amigos fazem parte de um cineclube que carinhosamente criamos, em 2014, e chamamos de Cinetílico Psxiiiii – pois, somos 10 pessoas que querem ficar juntas, e adoramos discutir temas, comer e beber! Silencio é difícil no nosso grupo, mesmo porque, o único artigo do estatuto do cineclube é: diversão, consolidação da amizade e aprendizado de algo mais, através do filme! A gente também permite parar no meio do filme, a fim de trazer comidinhas e bebidas para sala, esticar as pernas, ir no toalete etc... E quando surge uma epifania em alguém, a gente escuta, damos opinião e voltamos para o filme. Isso pode ser bem interessante. Dar essa quebra na fita e a conversa acontece! Nós vimos de tudo - sem preconceito - e deixamos cada um escolher ou votar no filme do dia. Vimos que de qualquer roteiro você tem como tirar algo importante para melhorar a consciência, a percepção de mundo e as relações. Um bom filme deveria atravessar você e impactar de algum modo. Mas, bom é relativo e pessoal! Daí tem que saber escolher algo novo ou antigo, porém algo instigante.


O nosso cineclube era presencial e foi bem estranho fazer algo on-line, mas pandemia nos fez vem como tem jogo, em face dessa profusão de encontros virtuais. E eu sou terrível e ainda distante com esta “modernidade de redes e laps ou zooms” mas, de uns meses para cá, está bem tranquilo.


Em julho de 2020, eu participei do treinamento do The Climate Reality Project. Esse projeto foi criado pelo Al Gore e amigos para promover educação e advocacy na questão do clima. Começou tudo em 2011 e já realizou vários treinamentos no mundo inteiro, 154 países e atinge um público estimado de 10 milhões de pessoas só com a apresentações tanto nos treinamentos como no 24 Hours Reality. Para mim, foi uma surpresa deliciosa fazer esse treinamento profundo com 10 mil pessoas na/ em rede durante a pandemia! O treinamento apresentou muitas informações sérias comprovadas cientificamente, atuais e com gente de todos os tipos. E, ainda, conhecer uma rede de pessoas tão ativas para o clima e na sustentabilidade.


No fim do treinamento, tínhamos que marcar com uma ação de liderança, e eu resolvi realizar com algumas mulheres do grupo do The Climate Project, especialmente a Ana Letícia e a Tatiana Maia, durante o ‘24 horas de Realidade’. Para filmes e documentários mais longos, como o do Di Caprio, assistimos antes do encontro, para que tivéssemos pelo menos hora de apresentações e conversas mais profundas sobre o filme. Essa modalidade de cineclube é eficaz e funcional e dá perfeitamente para se envolver só pela telinha virtual, e não perder o humor e a concentração.


O desafio de fazer à distância não é tão sofrido como pensei! Já que gosto de gente ao vivo e em cores reais. Filme na tela dentro de outra tela. Meta linguagem total e vamos em frente na adaptação e na criatividade. É possível reunir em tempos de isolamento, amigos, familiares e pessoas interessadas para conversar e aproveitar a oportunidade para debater sobre temas relacionados ao meio ambiente, mudanças do clima, água, preservação/conservação/recuperação do meio ambiente e comportamentos – na nossa casa comum.



Contar minha história com o cinema, tinha como objetivo inspirar você a também realizar essa experiência de participar e promover um Cineclube. Que tal? Prontos?


Par e passo - como construir, reunir um cineclube:


1- Não tem mistério! Você convida amigos de amigos de amigos que comungam interesses no clima, sustentabilidade e outros assuntos afins;

2- Monte uma lista básica de filmes com vários gêneros e veja os filmes com atenção, leia resenhas, críticas sobre estes filmes; a sua cinemateca. Mas receba de bom grado as sugestões da audiência;

3- Saiba quando foi feito o filme: nome do diretor, nome dos atores e local que se passa a trama, a estória - o algo mais do roteiro - que nem sempre é visível;

4- Peça para sua audiência cinéfila ou não que dê um nome para o seu cineclube. Votação sempre é bom e democrático;

5- Tem cineclubes que criam carteirinhas on-line dos frequentadores. Pode ser uma ideia para engajar.

6- Não se esqueça de fontes, direitos autorias etc para passar o filme e dar créditos no convite para o dia do cineclube e no final do encontro. Compliance (seguir as normas de audiovisual e reprodução de filmes) é sempre importante para evitar problemas legais;

7- Chame alguém bom de cinema ou crítico amigo para poder provocar a discussão. Pode parar no meio da cena para perguntas e explicações se a plateia permitir;

8- Escreva as regras para cada dia do cineclube porque as pessoas são diferentes e podem gostar de várias modalidades de cine e conversa; e

9- Pode conciliar bebida, comida, filme e conversa que é um ótimo quarteto para encontros on-line e presenciais. Não se esqueça da pipoca!


Outra sugestão, é o Cineclubinho que é algo muito legal para fazer junto com as crianças, seja por familiares ou professores! Por fim, deixo como sugestão alguns filmes para a discussão sobre clima e sustentabilidade:


Um dia, um gato. Gratuito e só cadastrar. https://filmow.com/usuarios/cadastrar/


Site do CEBDS tem 10 filmes que você pode assistir sobre mudanças climáticas

https://cebds.org/10-filmes-sobre-mudanca-climatica-que-voce-precisa-assistir/?gclid=CjwKCAiAq8f-BRBtEiwAGr3DgYtrl0U3Us0JAk4E96t5FetkRSid9_yDk9CpfLQAecGzA8pSAT10lxoCy64QAvD_BwE#.X9KFcUJKhQI\


O Leonardo Di Caprio fez alguns documentários e gostei muito do Before the Flood/ Antes da inundação ou Antes do Dilúvio e no YouTube é grátis.

https://www.youtube.com/watch?v=mRMu07sn88g&ab_channel=Desmistificando


Ilha das Flores - antigo e clássico.

https://vimeo.com/127767746

https://www.youtube.com/watch?v=SF6L3ukz9sI&ab_channel=EntrePlanos


Netflix

O Menino que Descobriu o Vento (The Boy Who Harnessed the Wind); o menino de no Malawi e apesar dos pais cria uma oportunidade de irrigação para sua aldeia na seca.

https://www.youtube.com/watch?v=nPkr9HmglG0&ab_channel=Netflix


Pachamama: animação - respeito à mãe terra, povos andinos pré-colombianos.

https://www.youtube.com/watch?v=cOJ5BA5ZQs0&ab_channel=AnimationMagazin


Solo fértil (Kiss the ground)

Para reverter as mudanças climáticas, é necessário não apenas fazendo as coisas certas, mas consertando o que está errado. https://www.youtube.com/channel/UCxl8Jr6foHb5KpeJx5URVKA


David Attenborough e o nosso planeta. Maravilhoso, sobre como está mudando nosso mundo com as questões ambientais e climáticas. https://www.youtube.com/watch?v=3_WvasZwTqU&ab_channel=NetflixBrasil


Jane, a mãe dos chimpanzés - a primatologista que mostrou ao mundo a necessidade da conservação da natureza a partir do respeito à cadeia da vida. (com imagens antigas originais)

https://www.youtube.com/watch?v=FRlUJrEUn0Y&ab_channel=NationalGeographic


Puffin Rock (2 temporadas): a vida de uma família de papagaios do mar numa ilha. Os irmãos Una e Baba se divertem e aprendem a se defender. Série linda, das que menos antropomorfiza os animais (exceto pela fala). Retrata com certa fidelidade o comportamento animal e a relação deles com o mundo.

https://www.youtube.com/watch?v=e07HoSoH2uM&ab_channel=PuffinRock


Amazon Prime Video

A Chegada de ficção científica sobre linguagem com o diferente. E o que podemos aprender com ele e com uma cientista técnica e sensível que viveu a perda? https://www.primevideo.com


Vânia Velloso

Sou arquiteta e urbanista, com especialização em filosofia e arte e onde estudei filosofia do cinema. Fiz pós-graduações em gestão socioambiental, territórios e comunicação e educação ambiental. Sou artista plástica, cozinheira, adoro cinema e livros! Hoje, líder pelo The Climate Reality Project. Trabalhei anos na Vale AS, desde a criação da área ambiental. Fui conselheira da Care, voluntária na nossa ONG Praticável no Morro dos Prazeres com as mulheres-mães e tenho uma empresa Pêra Projetos de consultoria socioambiental.

E-mail: vaniavelloso1@gmail.com Linkedim: vania velloso Instagram: vaniavelloso1


64 visualizações

Posts recentes

Ver tudo