Sumário da água

Blog da REBOB

Educação Ambiental é força motriz para uma sociedade mais sustentável


Artigo escrito por Sofia Jucon | Parceria IAS e Ecowords


Educação Ambiental foi o tema escolhido pela Fiesp para celebrar o dia 1º de Junho e abrir a Semana Mundial do Meio Ambiente com grande estilo na agenda do setor produtivo paulista. No formato de webinar, os convidados apresentaram conceitos importantes para a valorização das ações em prol da sustentabilidade e garantir mais qualidade de vida para as atuais e futuras gerações. Na oportunidade foi lançado o Guia de Educação Ambiental, uma publicação produzida pelos especialistas e técnicos do Conselho Superior de Meio Ambiente (Cosema), pelos docentes do Sesi-SP e editado pela Sesi-SP Editora.


Eduardo San Martin, presidente do Conselho Superior de Meio Ambiente (Cosema), da Fiesp, lembrou que o meio ambiente deve ser objeto de preocupação dos cidadãos todos os dias do ano. Como já é uma praxe na agenda mundial comemorar esta data, San Martin destacou que a participação da Casa da Indústria, composta pela Fiesp, Ciesp, Sesi, Senai e o Instituto Roberto Simonsen, que também tem participado dessas comemorações aos longo dos anos, é uma forma de mostrar a importância do tema para a sociedade em geral. Segundo ele, esse ano, por decisão do presidente da Fiesp, Paulo Skaf, o tema escolhido foi a Educação Ambiental.


Discorrendo sobre alguns dos principais acontecimentos que vivenciamos nos últimos 50 anos no âmbito da temática ambiental, considerado objeto de preocupação no Brasil e em diversos países, San Martin pontuou ações que estão fazendo a diferença para consolidar os avanços da indústria em prol da sustentabilidade. “Ao longo desses 17 anos que Paulo Skaf preside a Fiesp/Ciesp esta é a data em que mais me emociono por tudo o que representa a educação ambiental para o desenvolvimento da nossa sociedade”, declarou.


Política de Educação Ambiental


Em 1972, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, em Estocolmo, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o Dia Mundial do Meio Ambiente, que passou a ser comemorado todo dia 05 de junho. Essa data, que foi escolhida para coincidir com a data de realização dessa conferência, tem como objetivo principal chamar a atenção de todas as esferas da população para os problemas ambientais e para a importância da preservação e conservação dos recursos naturais, que até então eram considerados, por muitos, inesgotáveis.


Nessa Conferência, que ficou conhecida como Conferência de Estocolmo, iniciou-se uma mudança no modo de ver e tratar as questões ambientais ao redor do mundo, além de serem estabelecidos princípios para orientar a política ambiental em todo o planeta. Apesar do grande avanço que a Conferência representou, ainda temos muitos desafios a superar, como as mudanças climáticas observadas ao longo dos anos, o aumento de queimadas, o risco futuro de escassez de água e a extinção de biomas e espécies. Esses fatores têm alertado a população da importância de adotar práticas sustentáveis em todos os âmbitos sociais, políticos e econômicos. Por isso, entre as ferramentas para consolidarmos as boas práticas ambientais está a Educação Ambiental.


Segundo a Política Nacional de Educação Ambiental [Lei nº 9795/1999, Art 1º]: “Entendem-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade”.


Pilar importante


Diante da importância da Educação Ambiental para o desenvolvimento sustentável do Brasil, Paulo Skaf marcou presença no webinar. Ele explicou que o tema é bastante valioso para sua gestão e que, com o lançamento do Guia, as escolas do Sesi-SP passam a adotar os conceitos como disciplina a ser estudada pelos alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até o 3º ano do Ensino Médio.


“A indústria de São Paulo prioriza a educação. Ao longo da minha gestão, nós construímos 1 milhão de metros quadrados de escolas do Sesi e do Senai. É formação de qualidade e em sentido amplo. Naturalmente, a educação ambiental é um pilar importante para o desenvolvimento dessas crianças. Não tenho a menor dúvida de que você dar conhecimento é o mais importante porque aquele aprendizado torna-se patrimônio daquela pessoa”, destacou.


O Guia de Educação Ambiental do Sesi-SP aborda os seguintes temas: o que é educação ambiental, a importância da água, as diferentes fontes de energia e como economizar água e energia em casa, resíduos sólidos e coleta seletiva, arborização das cidades, a importância de priorizar a economia circular em detrimento da economia linear.


A programação do webinar contou ainda com as participações de Nelson Pereira dos Reis, diretor titular do Departamento de Desenvolvimento Sustentável (DDS) da Fiesp; a apresentação do Programa de Educação Ambiental feita por Alexandre Pflug, superintendente do SESI –SP, e Roberto Xavier, gerente executivo de Educação do SESI –SP; e as palestras sobre “A Educação Ambiental como fator de transformação da sociedade”, proferidas por – Laura Tetti, ex-diretora da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) e conselheira do Cosema, da Fiesp; John Tatton, conselheiro do Cosema, da Fiesp; e Malu Freire, coordenadora de Educação Ambiental da Subsecretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo.


Clique aqui para assistir ao webinar “Educação Ambiental” completo. E para continuar aprendendo sobre a importância da educação ambiental, confira nosso artigo sobre educação ambiental na infância!


Esse artigo foi escrito por Sofia Jucon e postado no blog do Canal Ecowords. Com ele, o IAS inicia sua parceria de divulgação de conteúdos sobre sustentabilidade com o Canal Ecowords. Conheça aqui.


Fonte: Instituto Água Sustentável

21 visualizações

Posts recentes

Ver tudo