Sumário da água

Blog da REBOB

Em rally ecológico, Projeto Rio Vivo solta 105 mil peixes no Rio Paranapanema, no Noroeste

O repovoamento de peixes é uma ação da Superintendência de Pesca e Bacias Hidrográficas do Paraná, vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo. Dos 2,6 milhões de peixes adquiridos, mais de 1,4 milhão já foram soltos no Estado.

Rio Paranapanema conta com mais 105 mil peixes - Foto: Alessandro Vieira/SEDEST
Rio Paranapanema conta com mais 105 mil peixes - Foto: Alessandro Vieira/SEDEST

O projeto Rio Vivo contribuiu com o repovoamento de mais 105 mil peixes juvenis nativos no Rio Paranapanema, neste final de semana. A soltura aconteceu durante o 1º Rally Ecológico do Rio Paranapanema, uma atividade que envolveu mais de 400 pessoas, sendo 56 participantes do Rally em 14 embarcações.


Os participantes percorreram um trecho de 17 quilômetros por água, com largada no município de Inajá, e chegada em Santo Antônio do Caiuá, recolhendo em torno de 500 quilos de resíduos. Ao final do Rally, os competidores, crianças da Apae de Alto Paraná e representantes de grupos da terceira idade, ajudaram a plantar 100 mudas de árvores nativas nas margens do rio.


O Rio Vivo é uma ação da Superintendência da Pesca e Bacias Hidrográficas do Paraná, vinculada à secretaria estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), que visa à preservação da vida aquática do Paraná. O secretário Márcio Nunes destaca que é um projeto completo, que desenvolve o repovoamento das Bacias Hidrográficas aliado à educação ambiental.


Ele lembra que a soltura de peixes é acompanhada pela população, especialmente pelas crianças, e que em conjunto também faz o plantio de mudas de árvores nativas nas margens dos rios. “Isso simboliza o cuidado que o Paraná tem com o meio ambiente. É estimular o torneio de pesca esportiva, plantar mudas de árvores junto com as crianças e coletar o lixo dos rios”, disse.


REPOVOAMENTO – Desde agosto do ano passado, já foram soltos mais de 1,4 milhão de peixes nos rios do Paraná, contribuindo com o aumento populacional das espécies nativas do Estado. Somente durante a Piracema, período em que a pesca de espécies nativas é proibida para respeitar o ciclo de reprodução dos peixes, 770 mil peixes nativos foram soltos no Estado através do Rio Vivo.

“Soltar peixes juvenis aumenta as chances de sobrevivência deles em mais de 100 vezes, se comparada à soltura de alevinos”, destacou o superintendente da Pesca e Bacias Hidrográficas do Paraná, Francisco Martin.

O Rio Vivo já adquiriu 2,6 milhões de peixes nativos para serem soltos nas Bacias Hidrográficas dos rios Iguaçu, Ivaí, Paraná e Paranapanema. As ações de repovoamento são definidas pela Resolução Sedest nº 10/2021. “Soltamos as espécies indicadas para cada corpo hídrico”, acrescentou Márcio Nunes.


Rio Paranapanema conta com mais 105 mil peixes - Foto: Alessandro Vieira/SEDEST


Fonte: Instituto Água e Terra

1 visualização