Sumário da água

Blog da REBOB

Governo Federal investe R$ 65,8 milhões para concluir barragem em Bagé (RS)

Reservatório de Arvorezinha vai garantir segurança hídrica para o município gaúcho, que sofre com escassez de água



Brasília (DF) – O Governo Federal vai repassar R$ 65,8 milhões para a retomada das obras da Barragem de Arvorezinha, em Bagé, no Rio Grande do Sul. A liberação dos recursos foi assinada nesta quarta-feira (3) em evento no Palácio do Planalto com a presença do presidente Jair Bolsonaro. A obra estava paralisada desde 2013. Os trabalhos serão executados pela prefeitura local, em parceria com o Exército Brasileiro, com conclusão prevista para o fim de 2022.


“O Exército sempre esteve ao lado do povo, nunca poupou esforços para ajudar a população. Mais uma vez atuará, agora para levar água e resolver um problema histórico para a região de Bagé”, destacou o presidente Jair Bolsonaro.


O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, responsável por assinar a liberação dos recursos, destacou a importância da retomada da obra para a população da cidade. "É uma satisfação possibilitar que os moradores de Bagé possam ter acesso à água em quantidade e qualidade. Além disso, a retomada das obras da barragem vai gerar mais emprego, renda e oportunidades para toda a região”, afirmou.


O prefeito de Bagé, Divaldo Lara, elogiou a atuação do presidente da República na retomada e continuidade de obras hídricas. “É uma obra que ficou décadas parada. O senhor está resolvendo um problema histórico, presidente Bolsonaro. Do Nordeste do Brasil ao sul do Rio Grande do Sul, o senhor vem resolvendo o problema da seca”, apontou.


A questão da escassez hídrica na região é histórica. Em 2020, por exemplo, a cidade gaúcha teve situação de emergência reconhecida pelo Governo Federal em razão de estiagem prolongada. Além disso, a Defesa Civil Nacional repassou R$ 117 mil para abastecimento de água por meio de caminhão-pipa e R$ 395,3 mil para a aquisição de cestas de alimentos para as famílias afetadas.


A retomada das obras da barragem já havia sido anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro no ano passado, em visita ao Rio Grande do Sul. A primeira etapa a ser executada pelo Exército é a construção da ensecadeira e do vertedouro. Já nessa primeira fase, o volume acrescido nas reservas hídricas de Bagé será de mais 7 milhões de metros cúbicos, garantindo segurança hídrica ao município de mais de 120 mil habitantes.


Fonte: Ministério do Desenvolvimento Regional

21 visualizações