Sumário da água

Blog da REBOB

GT de Saneamento do CBHSF volta a se reunir e dá seguimento às etapas do edital de saneamento rural



O grupo de trabalho de saneamento (GT Saneamento) instituído pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) se reuniu na tarde da última quarta-feira (16), através de videoconferência, para dar continuidade às etapas de hierarquização e seleção de comunidades rurais inscritas na manifestação de interesse em serem contemplados com a implantação de sistemas individuais de esgotamento sanitário, atendendo ao Eixo II – Qualidade da Água e Saneamento, Meta II.6, do Plano de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (PRH-SF 2016-2025).


Os sistemas individuais de esgotamento sanitário que terão como soluções individuais a serem priorizados os Tanques de Evapotranspiração (TEvap’s), considerando a viabilidade técnica e financeira para a sua execução, nas localidades selecionadas, serão executados com recursos financeiros provenientes da cobrança pelo uso dos recursos hídricos na bacia hidrográfica do rio São Francisco. Inicialmente serão contratados os estudos e projetos e posteriormente, por meio de novas licitações, será contratada a execução dos sistemas individuais projetados.


No último dia 18 de outubro, a lista dos 97 municípios inscritos foi divulgada, dos quais 82 foram habilitados. Para cada região fisiográfica da bacia do rio São Francisco (Alto, Médio, Submédio e Baixo São Francisco) foram selecionadas três localidades distintas, conforme critérios de hierarquização técnica. No total serão beneficiadas 12 localidades, pertencentes a 12 municípios. As demais localidades classificadas irão compor uma carteira para contemplações futuras, de acordo com a disponibilidade orçamentária e financeira do CBHSF, no horizonte de planejamento do PAP 2021-2025.


A Coordenadora Técnica da Agência Peixe Vivo, Jacqueline Evangelista, lembrou ainda que somente concorreram municípios pertencentes à bacia hidrográfica do rio São Francisco e que possuem Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) finalizado e aprovado na respectiva Câmara Municipal. “Além disso, o processo obedeceu às etapas de hierarquização que possibilitaram listar os 12 municípios a serem atendidos inicialmente. O edital ainda previu que o foco dos estudos e projetos de esgotamento sanitário são de uso individual, não sendo válida inscrição de localidades para soluções coletivas. E destacamos também que, não será realizado repasse de recursos financeiros aos proponentes”, destacou.



Acompanhe aqui o andamento do processo de seleção!


Agora o grupo de trabalho avança para mais uma etapa que antecede a celebração de acordo de cooperação técnica com os municípios selecionados e em janeiro de 2023 uma visita técnica com membros da Agência Peixe Vivo e do GT de Saneamento deve ser realizada, o que deve permitir a análise preliminar da viabilidade das intervenções.


Uma nova reunião deve acontecer em dezembro para discutir o planejamento de ações. “Estamos à disposição para visitar os municípios, até porque tem regiões que já são conhecidas, o que facilita essa identificação das comunidades, acredito que é um momento importante dessa etapa e que merece toda a atenção”, pontuou João Carlos Almeida Lima. “A gente deve se organizar de acordo com a disponibilidade dos membros do GT e também a sua localização, para que consigamos atender essa demanda”, concluiu João Pedro da Silva Neto.


Neste edital, um terço das vagas foram priorizadas para o atendimento de comunidades tradicionais, sendo beneficiada pelo menos uma em cada região fisiográfica, totalizando ao menos quatro comunidades tradicionais a serem contempladas na bacia hidrográfica do rio São Francisco.


Assessoria de Comunicação do CBHSF: TantoExpresso Comunicação e Mobilização Social *Texto: Juciana Cavalcante *Foto: Leo Boi


Fonte: CBHSF

8 visualizações